.

.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Polícia Federal prende irmã, 5 filhos e braço-direito de Fernandinho Beira-Mar

Resultado de imagem para Polícia Federal prende irmã, 5 filhos e braço-direito de Fernandinho Beira-Mar

A Polícia Federal cumpre, desde as 6h desta quarta-feira (24), mandados de prisão em cinco estados e no Distrito Federal contra a quadrilha do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar. Até a última atualização desta reportagem, haviam sido presos cinco filhos do criminoso, uma irmã dele, e um braço-direito do traficante, além de outras 17 pessoas.

No total, 10 parentes tiveram a prisão pedida. Alessandra da Costa, irmã e advogada do traficante e apontada como sua conselheira, foi presa onde mora, em um condomínio de luxo no bairro Vinte e Cinco de Agosto, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Contra ela havia um mandado de prisão por organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Os cinco filhos de Beira-Mar presos são: Taiuã Vinícius da Costa, Thuany Moraes da Costa, Luan Medeiros da Costa, Felipe Alexandre da Costa e Marcelo da Costa.

A mulher do traficante, Jacqueline Alcântara de Moraes, já estava presa no Mato Grosso do Sul e vai ser levada para Porto Velho ainda nesta quarta.

Felipe da Costa Lira, braço-direito de Beira-Mar, foi detido no Ceará, segundo a PF. Até a última atualização da reportagem, não havia um balanço oficial do número de presos.

Após um ano e meio de investigações, a PF descobriu que Beira-Mar, preso na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, diversificou os negócios: os lucros agora vão além do tráfico de drogas. O criminoso controla máquinas de caça-níquel, venda de botijões de gás, cesta básica, mototáxi, venda de cigarros e até o abastecimento de água.

As principais áreas de atuação de Fernandinho Beira-mar são três comunidades de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense: favela Beira-Mar, Parque das Missões e Parque Boavista.

Os policiais cumprem 35 mandados de prisão, sendo 22 prisões preventivas e 13 temporárias, além de 27 de condução coercitiva e 86 de busca e apreensão nos estados do Rio, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Ceará e no Distrito Federal.

Ordens por bilhetes

Segundo os investigadores, na denúncia que deu origem à investigação, foi descoberto que há uma grande quadrilha liderada pelo traficante que, mesmo preso no presídio Federal de Porto Velho, coordena o grupo por meio de mensagens escritas em papel. Por conta dos bilhetes, a operação desta quarta-feira foi batizada de "Epístolas".


Pela 1ª vez desde criação de lei, Forças Armadas são usadas contra protesto

Segurança é reforçada no Palácio do Planalto
Em meio aos ataques na Esplanada dos ministérios, o presidente Michel Temer convocou nesta quarta-feira as Forças Armadas para conter atos de vandalismo em protestos contra o peemedebista, em Brasília. Esta é a primeira vez que um presidente da República recorre a uma ação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) contra manifestações violentas desde 1999, quando entrou em vigor a lei que regulamenta o emprego das Forças Armadas, segundo o Ministério da Defesa.
O dispositivo já foi acionado em outras ocasiões na capital federal, mas apenas para fazer a segurança de encontros da cúpula do BRIC e do Mercosul, da Copa do Mundo e Olimpíadas, e da visita do então presidente americano Barack Obama, em 2011. Nunca em casos específicos de protestos. De acordo com a legislação, as ações de Garantia da Lei e Ordem ocorrem apenas em situações nas quais há  “o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem”.
Em comunicado às lideranças do Congresso, o Planalto informou que a ação já “foi utilizada por diversas vezes, em diversos estados da federação, atendendo pleitos dos senhores governadores. Mencionam-se os Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pernambuco, Amazonas e Rio Grande do Norte”. O governo Temer só não disse que, nesses locais, as Forças Armadas foram usadas para reprimir a ação de organizações criminosas em decorrência do descontrole do sistema prisional ou de greve da Polícia Militar. E não para reprimir vândalos. O governo frisou que a ação tem a “única intenção de garantir uma manifestação pacífica e não destrutiva”.
Em 20 de junho de 2013, num episódio que guarda semelhanças com o que aconteceu hoje, manifestantes tentaram invadir o Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, depois de não conseguir entrar nas dependências do Congresso. Mascarados chegaram a quebrar vidraças e a atear fogo em objetos. Na ocasião, a presidente Dilma Rousseff poderia ter recorrido às Forças Armadas, mas não o fez. Quem atuou na repressão à depredação foi a Polícia Militar e fuzileiros da Marinha, que já protegem o prédio do Itamaraty

Sem nunca ter ganho nada na política, Aécio se lança como youtuber

O senador afastado Aécio Neves viu sua vida mudar após lançar um vídeo em suas redes sociais, ontem, para se defender das provas oferecidas contra ele pelos donos da JBS em delação premiada. No vídeo, Aécio garante que não enriqueceu na vida pública, que não pediu R$ 2 milhões em propina, não cometeu nenhum crime e que tudo não passou de uma armação, tramada por criminosos, que queriam se livrar de suas acusações.
O sucesso do vídeo fez com que Aécio decidisse investir em outro tipo de carreira: a de youtuber. Como nunca ganhou nada na política, ele pretende ganhar muitos mimos de marcas famosas agora que poderá ser considerado um influenciador digital. Seu vídeo, lançado na última terça-feira.
Aécio ainda não sabe quais serão as pautas abordadas em seus vídeos, mas tutoriais de maquiagem usando pó compacto e daily vlogs em aeroportos já estão na lista.

Forças Armadas assumem segurança da Esplanada dos Ministérios


BRASÍLIA e SÃO PAULO — O presidente Michel Temer acionou nesta quarta-feira a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para que as Forças Armadas façam a segurança da Esplanada dos Ministérios, após protesto que deixou prédios de várias pastas depredados. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, condenou a manifestação que pediu a saída do presidente, que segundo a Polícia Militar contou com a presença de 35 mil pessoas. De acordo com Jungmann, o presidente Michel Temer disse que é "inaceitável o descontrole" do ato. As tropas federais já estão em Brasília.

O decreto de Temer foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União e estabelece que as tropas federais atuarão na capital por uma semana, até o dia 31. A área específica de atuação, no Distrito Federal, será delimitada pela Defesa.
A GLO é invocada, segundo a Defesa, quando há "esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem". O dispositivo constitucional, que é de atribuição exclusiva do presidente da República, prevê que os militares podem, provisoriamente, atuar com poder de polícia.

O governo explica que emprego da GLO é diferente de autorizar a intervenção militar, o que acontecia na ditadura. Ele foi utilizado durante as Olimpíadas e a Copa do Mundo para garantir a segurança das pessoas no Distrito Federal.
— O senhor presidente faz questão de ressaltar que é inaceitável a baderna, que é inaceitável o descontrole e que ele não permitirá que atos como este venham a turbar um processo que se desenvolve de forma democrática e com respeito às instituições — declarou o ministro da Defesa, que não respondeu a perguntas de jornalistas nem revelou o contingente de agentes.


Policial muda de lado em manifestação ao ler detalhes da reforma trabalhista em cartaz


Durante os confrontos entre manifestantes e a PM hoje em Brasília, um policial abandonou seu posto e mudou de lado após ler um cartaz.
“Não tinha visto essa coisa aí de poder ter jornada de 12 horas, que o empregado vai negociar direto com o patrão sem a lei, que o almoço vai passar a 30 minutos, que a terceirização está liberada para todos os setores, que o décimo terceiro poderá ser parcelado em três vezes”, disse ele.
“Depois li o que estão tentando aprovar para o trabalhador rural e não aguentei. Tenho parente na roça. O pobre da roça vai poder ter descontado quase metade do salário se o patrão der comida e casa, jornada de 12 horas por 18 dias seguidos, contratação sem carteira…”, não resisti.
“De toda forma, acho que o Temer não vai precisar de mim, fiquei sabendo que ele decretou que o Exército ocupe as ruas…”, completou.

Temer diz a senadores que fica na Presidência até o fim do mandato

Resultado de imagem para Temer diz a senadores que fica na Presidência até o fim do mandato
O presidente Michel Temer repetiu a senadores do PMDB, durante reunião nesta quarta-feira (24), que só deixará a Presidência quando seu mandato terminar. Ele disse aos senadores que vai ficar até dia 31 de dezembro de 2018.

Em pronunciamento e entrevistas, Temer já havia afirmado que não cogita renunciar." NÃO RENUNCIO"! 


Na reunião, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), aproveitou para criticar o senador Renan Calheiros, que é líder do PMDB no Senado. 

Jucá disse que Renan não o representa nem representa a maioria da bancada. E pediu uma nova reunião para discutir a situação da bancada. 

O senador Jader Barbalho (PMDB-PA), por sua vez, fez críticas ao Ministério Público e à delação da JBS, defendendo a criação de uma CPI.

Temer decreta uso de militares para conter protesto em Brasília

Fora Temer

Em meio aos protestos contra o presidente Michel Temer (PMDB) que terminaram em confronto entre manifestantes e policias militares em Brasília, o ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS) declarou que Temer determinou, a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), uma ação de Garantia da Lei e da Ordem, que permite a convocação de tropas do Exército e da Força Nacional para atuação na segurança pública. Os protestos, que pediam a saída de Temer do cargo diante das revelações das delações premiadas de executivos da JBS, tiveram vandalismo e depredação de prédios de ministérios.

“Uma manifestação que estava prevista como pacífica degringolou na violência, no vandalismo, na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas, muitas delas servidores que se encontram aterrorizados, dos quais garantimos a evacuação dos prédios. O senhor presidente da República solicitou, a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, uma ação de garantia da lei e da ordem. Nesse instante, tropas federais se encontram nesse Palácio, no Palácio do Itamaraty e logo mais estão chegando tropas para assegurar que os prédios dos ministérios sejam mantidos. O presidente faz questão de ressaltar é inaceitável a baderna e o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar os processos que se desenvolvem de forma democrática e com respeito às instituições”, afirmou Jungmann.

Durante os confrontos entre militantes e policiais, os prédios dos ministérios da Agricultura, da Cultura e do Planejamento tiveram focos de incêndio e manifestantes também tentaram invadir o Ministério da Ciência e Tecnologia. Outros ministérios foram alvos de depredação. Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios estão sendo evacuados por questão de segurança. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) deu início a um protocolo que prevê a liberação dos servidores.

Manifestantes ateiam fogo a ministérios em protesto contra Temer

Manifestantes protestam contra o presidente Michel Temer em Brasília

O prédio do Ministério da Agricultura foi incendiado por manifestantes que protestam em Brasília pela saída do presidente Michel Temer (PMDB), em razão as acusações contra ele que vieram a público após a delação do empresário Joesley Batista e outros executivos do grupo JBS.

Manifestantes também tentaram invadir o Ministério da Ciência e Tecnologia. Outros ministérios foram alvos de depredação. Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios estão sendo evacuados por questão de segurança. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) deu início a um protocolo que prevê a liberação dos servidores.

A Polícia Militar está usando bombas de efeito moral contra os manifestantes que atiram e colocam fogo em objetos. Um grupo de pessoas com rostos cobertos provocam os policiais, jogando garrafas de água e pedaços de madeira contra os agentes e tentam furar a barreira colocada na Avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional, que impede o acesso à Praça dos Três Poderes. Parlamentares da oposição criticam a atuação da polícia.

Em Riachuelo secretaria de saúde inicia tratamentos de Auriculoterapia


Já foi iniciado pela Fisioterapeuta do Município, Carla Cenize, o tratamento com o primeiro grupo de obesos de Cachoeira do Sapo, usando a técnica da Auriculoterapia.


O grupo de dez pacientes obesos serão atendidos com sessões semanais. Serão realizadas dez sessões.

PARA QUE SERVE A AURICULOTERAPIA?

A auriculoterapia serve para promover benefícios físicos e psicológicos

A auriculoterapia serve para tratar até 200 sintomas do corpo através de vasos e canais situados na orelha. Trata-se de uma técnica antiga que vem sendo utilizada até os dias de hoje e serve para promover alívio das dores, enxaqueca, trata a insônia e também problemas e disfunções de caráter psicológico.

Como vimos no artigo “História e origem da auriculoterapia“, esta técnica desenvolveu-se a partir de conhecimentos antigos relatados em livros encontrados pela arqueologia, onde eram descritas as ligações dos órgãos do corpo, sistemas e membros, com os pontos auriculares.

O estudo vem se desenvolvendo e se aprimorando desde então. Muitas das descobertas foram descritas através de diversos livros sobre o assunto, até que, em 1982 o Grupo Nacional de Trabalho em auriculoterapia foi criado na China, para dar mais autenticidade e credibilidade às pesquisas realizadas na área.

Por assessoria de comunicação

MINHA NOSSA!!! Para 'não morrer' primo decide delatar Aécio


O tiro de misericórdia no senador afastado Aécio Neves será dado pelo seu primo Fred Pacheco, que foi preso depois de ser flagrado carregando malas de dinheiro para o presidente licenciado do PSDB nacional.Familiares de Fred estão indignados com a postura de Aécio, que não assumiu a responsabilidade pelos crimes e também disse que o carregador de dinheiro deveria ser alguém que eles pudessem matar antes de se tornar delator.

“Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho”, disse Aécio a Joesley Batista, um dos donos da JBS, num dos grampos interceptados pela Polícia Federal.




Filho de um respeitado desembargador aposentado de Minas Gerais, chamado Lucas Pacheco, Fred já foi orientado pelos familiares a delatar todos os esquemas de Aécio.


Quando esteve com Ricardo Saud, executivo da JBS que lhe entregou uma mala com R$ 500 mil, Fred se queixou do papel que desempenhava para o primo. "Outro dia eu tava pensando, acordei à 0h30, o que eu tô fazendo? O que eu tenho com isso? Eu não trabalho para o Aécio, eu não sou funcionário público, eu sou empresário. (...) Trabalho pra caralho, Ricardo", disse Fred. "Eu tenho com o Aécio um compromisso de lealdade que o que precisar eu tenho que fazer. Eu falei: 'Olha onde eu tô me metendo'."
Acima, trecho em que Aécio fala que o carregador deveria ser alguém que eles pudessem matar antes de se tornar delator.

Perícia analisa perito Molina e conclui que combinação suspensório e rabo de cavalo é uó

O perito Ricardo Molina, contratado pela defesa de Michel Temer para analisar a gravação feita pelo dono da JBS em conversa com o presidente, foi analisado por peritos particulares e teve sua credibilidade posta à prova quando o assunto é senso estético.
Molina disse que a gravação apresentada por Joesley Batista é “imprestável” e que alguns problemas seriam detectados até mesmo por leigos. Agora ele prova do seu próprio veneno ao ter seu look característico criticado por outro perito.
“Esse suspensório é imprestável e esse rabo de cavalo é um problema que poderia ser identificado por qualquer leigo” disse o perito.
Ricardo Molina já preparou uma apresentação técnica em retaliação e deve apresentar provas cabais de que seu rabo de cavalo na verdade é um coque samurai e que os suspensórios são citados, pelo menos, em seis revistas masculinas como tendência da estação.

VIDEO: Vereadora do RS chama nordestinos de ladrões: "só sabem roubar"


O vídeo  do discurso de uma vereadora da cidade de Farroupilha, no Rio Grande do Sul, está repercutindo nas redes sociais e tem provocado indignação.
Em sua fala, proferida nesta segunda-feira (22), Eleonora Broilo (PMDB) destilou preconceito contra nordestinos.
“Eu acho que os nordestinos sabem muito bem se unir, sim, para roubar. Eles sabem ganhar propina. Eu acho que eles sabem se unir para aumentar a corrupção. Isso eu acho que eles são donos. Isso eu concordo plenamente. Talvez até eles não saibam nem falar muito bem, mas sabem roubar que é uma maravilha”, declarou em plenário.
Eleonora Broilo é pediatra. Conquistou a penúltima vaga para a Câmara Municipal de Farroupilha após receber 754 votos, em 2016.
No Facebook, a vereadora se defendeu. Alegou que a frase está descontextualizada. E que falava sobre políticos nordestinos, “não sobre o povo nordestino”.
A vereadora alega que sua fala era uma resposta ao colega Raul Herpich (PDT). Na mesma sessão, o pedetista criticou os deputados gaúchos e afirmou que eles “mal e mal falam entre si” para defender os interesses do Estado, ao contrário dos “nordestinos, que se unem e sabem fazer política”.
A declaração foi dada em uma discussão sobre o atual momento político do país, em que o presidente Michel Temer (PMDB), correligionário de Eleonora, é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça, e diversos políticos, inclusive gaúchos, são citados em escândalos envolvendo desvios de dinheiro público.
Em nota, o presidente da Câmara Municipal de Farroupilha, Fabiano André Piccoli (PT), informou que abrirá um processo contra a vereadora no Conselho de Ética.

GLOBO ENTRA EM PÂNICO: TSE decide discutir Eleições Diretas no Brasil em caso de cassação de Temer

Resultado de imagem para GLOBO ENTRA EM PÂNICO: TSE decide discutir Eleições Diretas no Brasil em caso de cassação de Temer
Trecho de matéria publicada há pouco na coluna de Monica Bergamo, na Folha

TSE discutirá diretas já se cassar Temer

Caso a situação política se agrave e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decida pelo julgamento célere e a cassação de Michel Temer, a possibilidade de eleições diretas para a escolha do sucessor será discutida na própria corte.

PARA TODOS

De acordo com um dos ministros do tribunal, o TSE pode considerar que regra do Código Eleitoral que prevê eleição direta quando faltam mais de seis meses de mandato vale também no caso de Presidente da República –e não apenas de prefeitos, governadores e senadores.

Reinaldo Azevedo desmascarado pela Polícia Federal

O mais ferrenho crítico do presidenciável Jair Bolsonaro foi desmascarado em um grampo telefônico em conversas com a irmã de Aécio Neves. Na conversa eles debochavam do juiz Sergio Moro e da operação Lava Jato.
Agora ficou clara a intenção do jornalista de fazer defesas tão ferrenhas dos tucanos em suas colunas na Veja e Jovem Pan. Amigo íntimo da família Neves e do alto tucanato ele fazia propaganda psdbista ao invés de jornalismo.
O jornalista Reinaldo Azevedo teve uma conversa com Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves, interceptada pela Polícia Federal. O assunto tratado são as acusações contra Aécio contidas na delação da Odebrecht.
No diálogo, ele classificou uma reportagem da revista Veja, onde trabalhava e foi demitido, como “nojenta”. Ele se referia à edição que trouxe Aécio na capa, com o título “A vez de Aécio”.
Reinaldo criticou também o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele dizia que o Janot atacava Aécio por supostas pretensões de se candidatar ao governo de Minas Gerais ou ao Senado.
Assim que a conversa foi divulgada, o colunista foi demitido pela Veja. Como era de se esperar se fez de vítima…
“Há uma agressão a uma das garantias que tem a profissão. A menos que um crime esteja sendo cometido, o sigilo da conversa de um jornalista com sua fonte é um dos pilares do jornalismo”, escreveu.
 As gravações foram anexadas pela Procuradoria-Geral da República ao conjunto de áudios anexados ao inquérito que provocou o afastamento de Aécio e a prisão da irmã.
Quem sabe em breve poderemos ver Reinaldo fazendo companhia ao amigo tucano na cadeia…

Governo lança edital para concurso com 571 vagas para agente penitenciário

O Governo do Rio Grande do Norte lançou, através do Diário Oficial do estado, edital de concurso público para concurso com 571 vagas destinadas a agente penitenciário no estado. A publicação se deu na manhã desta quarta-feira 24.
Com primeira etapa prevista para 18 de setembro, o concurso prevê uma remuneração bruta para seus vencedores de R$ 3.153,74. Ao todo, são 451 vagas para concorrentes do sexo masculino e 120 para o sexo feminino.
As inscrições, que custam R$ 120, devem ser feitas no site do Idecam, apenas a partir das 14h desta quarta-feira, até as 16h do dia 22 de junho.
Para ser contratado como agente penitenciário é necessário, ainda, que o concorrente seja brasileira; tenha entre 18 e 55 anos; tenha concluído nível escolar médio; não possuir antecedentes criminais; estar quite com obrigações eleitorais e militares; não ter sofrido sanção disciplinar no exercício de cargo, emprego ou função pública; ter conduta social ilibada; capacidade física e aptidão psicológica compatível com o cargo e possuir CNH, categoria B. Aqueles que tiverem experiência prévia nas Forças Armadas, Polícia Militar ou no sistema penitenciário terão prioridade.