Twitter            

.

.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

SAUDADES DE ROBINHOOOOOO

Os servidores públicos da ativa, aposentados e pensionistas pedem socorro! Quem poderá tomar uma atitude?

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

GOVERNO FÁTIMA BEZERRA MATA DE FOME E NECESSIDADES O SERVIDOR PÚBLICO!


Resultado de imagem para fatima lula livre

   
O Partido dos Trabalhadores decepciona a grosso e a varejo! Com o apoio indispensável de lideranças sindicais filiadas, o Governo do RN deixa à míngua os servidores do Estado e ainda por cima, proclama que está "valorizando" a categoria!

Primeiro, a Governadora rasgou seus compromissos de campanha eleitoral e deu o calote nos salários de dezembro e 13° de 2018, bem como do restante do 13° de 2017. Simplesmente, a petista disse que não vai pagar agora, nem tem previsão de pagar depois. 


Alegou que não tem dinheiro para isso, relevando o fato de que o trabalhador não pode agir da mesma forma com financeiras de cartão de crédito, bancos, supermercados, farmácia e escola das crianças. A constituição estadual diz que o trabalhador tem que receber, a líder potiguar do Partido dos Trabalhadores diz que não.

Com esse "golpe", Fátima Bezerra matou dois coelhos numa só cajadada: "se livrou" do compromisso de assumir os salários do governo Robinson Faria (que ela ajudou a eleger) e, de quebra, garantiu dinheiro para pagar em dia seus cargos comissionados. Para isso, ela anunciou (com o dinheiro do salário de dezembro) que pagaria janeiro. Governando para o próprio partido, ela mostrou a que veio.

O servidor público, coitado, ficou na pior! Mas, com o apoio de sindicalistas que a ajudaram a chegar no poder, a petista Fátima Bezerra ainda fez outro movimento para prejuízo do trabalhador, como se o calote fosse pouco.

De forma totalmente vivaldina, a Governadora anunciou o início do parcelamento de salários dos funcionários públicos, sob o título de "adiantamento"! Seria de rir, uma tal piada desastrada, não fosse o contraste entre o aperreio de servidores da ativa, aposentados e pensionistas com a "valorização da categoria" propagandeada pelo PT através de suas mídias de aluguel.

Para completar o absurdo, esse tão esperado pagamento não ocorreu na data prometida pelo "acordo" entre Fátima Bezerra e Sindicatos subservientes, cuja preocupação da diretoria é fazer os seus próprios filiados aceitarem calados essa degradação e desrespeito com a classe trabalhadora.

Isso é uma vergonha sem tamanho! Onde está o Ministério Público? Onde estão as instituições que fiscalizam a atuação das entidades sindicais e do próprio Governo?

Os servidores públicos da ativa, aposentados e pensionistas pedem socorro! Quem poderá tomar uma atitude?

Sindicatos querem tirar reajuste salarial de quem não pagar contribuição

Imagem relacionada

Sindicatos de classe estão deixando trabalhadores preocupados com possível perda de direitos. Ao menos duas entidades que atuam em São Paulo estão ameaçando os trabalhadores que não pagam as contribuições sindical e assistencial de perderem direitos como reajuste salarial, vale-refeição, participação nos lucros, adicional noturno e outros.

O UOL teve acesso a duas cartas em que sindicatos condicionam direitos trabalhistas ao pagamento das contribuições. Numa delas, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo cita a perda do reajuste salarial e outros benefícios. Em outra, o SindPD (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo) fala de forma vaga sobre a perda de direitos, sem mais detalhes.

As cartas estão nos sindicatos e precisam ser assinadas por quem for pedir isenção das contribuições. No meio delas, está escrito que o trabalhador concorda em abrir mão dos acordos coletivos (no caso dos metalúrgicos, o documento cita explicitamente reajustes salariais; na carta do SindPD, fala-se em desistir de "direitos conquistados"

 Os sindicatos podem fazer isso? 

Essa conduta dos sindicatos é ilegal, segundo Juliano Alexandre Ferreira, procurador e coordenador da área de Promoção da Liberdade Sindical do MPT (Ministério Público do Trabalho). "Nenhum direito decorrente de lei ou norma coletiva está condicionado a contribuir com sindicatos", afirmou. Para Helena Gomez, advogada trabalhista do escritório Motta Fernandes, os sindicatos não podem selecionar quais trabalhadores terão acesso aos direitos negociados com o empregador. 

CONFIRA MATÉRIA COMPLETA NO LINK ABAIXO

https://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2019/01/16/sindicatos-contribuicao-sindical-assistencial-trabalhador-direitos-aumento.htm?fbclid=IwAR3KG_NtJN5_LyOTfGda4Bu6smEyvBJmFdKw8wR0Vbas-GF4Mu8WudrP30M

VEJA O VÍDEO: SINDICALISTA FAZ O PAPEL DE PORTA-VOZ DO GOVERNO FÁTIMA E DÁ INFORMAÇÃO ERRADA!




No vídeo divulgado pela própria sindicalista hoje pela manhã, ela tenta acalmar os servidores da administração, aposentados e pensionistas e afirma que o pagamento prometido pelo governo sairia ao meio-dia.

    Trata-se do parcelamento salarial inaugurado por Fátima Bezerra, com apoio dos sindicalistas e consternação dos trabalhadores. Além do parcelamento salarial, o governo PT deu um calote nos salários de dezembro e no 13° do funcionalismo estadual.

   Mais do que uma informação errada, o vídeo também evidencia a "torcida" (para não dizer outra coisa) dos sindicalistas com relação ao governo que ajudaram a eleger.

    Os salários dos servidores ainda não foram pagos até o momento da publicação desta reportagem.

Moro quer banco de dados com DNA de todos os condenados do País



O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, deve encaminhar ao Congresso Nacional uma proposta de mudança legislativa com o objetivo de ampliar coleta de DNA de pessoas condenadas, um instrumento cada vez mais utilizado pela polícia e pela justiça.

O Brasil possui um banco de dados de material genético desde 2013 que já armazena mais de 18 mil perfis genéticos. As amostras puderam ser armazenadas a partir de uma lei do ano anterior que passou a admitir a utilização delas como forma de identificação criminal.

Quinhentas e cinquenta e nove investigações utilizaram recursos dessa base de informações ao longo de 2018. Atualmente, os condenados por crimes dolosos e violentos fornecem material genético para o banco de dados.

Moro disse no discurso de posse que vai trabalhar por mudanças na lei para ampliar a coleta para outros presos. “Nosso compromisso é de que sejam inseridos no banco os perfis de todos os condenados no Brasil”, afirmou.

Em novembro, a primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF) absolveu um homem acusado de estupro e roubo a partir de um laudo de DNA. O presidente do Sindicato dos Peritos do Estado de São Paulo, Eduardo Becker, destaca que o caso estabeleceu parâmetros para o STF.

“A vítima reconheceu uma pessoa que não era o autor do crime. A partir do exame de DNA, 10 anos depois da prisão, ele foi colocado em liberdade. O STF entende que o DNA é muito mais contundente do que o reconhecimento das vítimas”, explicou.

Apesar do banco de dados estar estabelecido desde dois mil e treze, o uso de material genético ainda é alvo de discussão na Justiça. A Defensoria Pública de Minas Gerais entrou com recurso que está tramitando no STF questionando a lei que regulamenta os bancos de DNA.

O órgão entende que o fornecimento de amostras pelos condenados faz com que eles produzam provas contra eles mesmos, o que fere um princípio constitucional. O caso está sob relatoria do ministro Gilmar Mendes, sem data para ir a julgamento.

*Com informações do repórter Tiago Muniz

Emídio Jr. e Denilson Gadelha dão o primeiro passo para resolver o problema da falta d’água em Macaíba

Na manhã desta terça-feira (15), os vereadores Emídio Júnior, Denilson Gadelha e o ex-vereador Edivaldo Emídio estiveram reunidos com o diretor geral de Planejamento e Finanças da CAERN, George Freire, e com o chefe de Operação da CAERN em Macaíba, Marco Aurélio. Na ocasião, os edis entregaram uma lista com mais de 50 localidades – bairros, ruas e comunidades rurais – nas quais, segundo os próprios moradores, a falta d’água é um problema constante. Ao Senadinho, o vereador Emídio afirmou que essa reunião foi o primeiro passo em direção à solução do problema.
“Na reunião de hoje, demos o primeiro passo para resolver o problema da falta de água que se espalhou por toda a cidade. A partir de uma consulta feita aos próprios cidadãos, e também do conhecimento que temos das zonas urbana e rural, elaboramos uma lista com mais de 50 localidades e cobramos soluções de curto, médio e longo prazo, pois o problema é complexo e não será resolvido do dia para a noite. Porém, com fé em Deus e ajuda do povo iremos batalhar para que a população de Macaíba tenha um abastecimento d’água de qualidade”, afirmou.
Já o vereador Denilson Gadelha acredita que, apesar de todas as dificuldades, é possível resolver o problema a partir de uma somatória de esforços. “Vimos o outro lado da moeda, que são as dificuldades que o órgão enfrenta, tais como: vazamentos, desvios de água, escassez de chuva, equipamentos antigos e até mesmo a violência, desde o furto de componentes elétricos até a limitação nos horários que se pode manejar as bombas. É preciso, então, um somatório de esforços para solucionar o problema. Mas acreditamos que tudo dará certo”, declarou.
Senadinho Macaiba

EXTRA: SAIBA POR QUE FÁTIMA BEZERRA ATÉ AGORA AINDA NÃO PAGOU OS POLICIAIS

Resultado de imagem para fatima bezerra atrapalhada

     Muito desconforto entre os policiais e suas famílias. Apesar da promessa da Governadora Petista, nada foi depositado na conta dos servidores da segurança pública até agora.

    Informações de bastidores dizem que a diretoria financeira do Estado ainda está aprontando a papelada para enviar aos bancos!

    É muita trapalhada nesse Governo PT!

    Lembrando que Fátima Bezerra não vai pagar dezembro e o 13°, logo, o salário que deve ser pago hoje já está em caixa (acreditamos) ...

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Gleisi diz que PT vai cancelar decreto de Bolsonaro e é massacrada por seguidores


A deputada Gleisi Hoffmann não se cansa de tomar ‘bofetadas virtuais’.

Só que dessa vez, aconteceu algo inusitado … a petista foi massacrada por seus próprios seguidores nas redes sociais.

Gleisi, que é tão impopular quanto Gilmar Mendes, Aécio Neves e Michel Temer, postou um texto com os seguintes dizeres:

“Em acordo com 61% da população, que em pesquisa Data Folha de dezembro declarou ser contra a posse de armas, o PT apresentará proposta de Decreto Legislativo contra o ato de Bolsonaro. Ele quer armar a população que é contra armas.”

Leia abaixo a reação de alguns seguidores da deputada:

Filha mata o pai com injeção de veneno dentro da UTI de hospital

Resultado de imagem para UTI de hospital GISELDA
Um mulher identificada como Fernanda Danyele de Oliveira Rocha, 27 anos, foi presa nesta terça-feira (15), por volta das 13h, sob suspeita de ter matado o próprio pai aplicando veneno na veia dele. O crime teria ocorrido na Unidade Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Giselda Trigueiro, que fica no bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal.
De acordo com policiais chamados pela equipe médica do hospital, a vítima seria José Evangelista da Rocha, 60 anos. Segundo relatos feitos a esses PMs pela equipe médica, Fernanda Rocha chegou para visitar o pai por volta das 11h. E pouco depois disso, chamou os médicos alegando que ele passava mal.
A equipe achou estranho a forma como ela se comportava e também um forte cheiro parecido com o de querosene. De acordo com os policiais, ela lavava as mãos repetidamente e chegou a mexer em um dos lixeiros da UTI, o que aumentou a suspeita de que algo errado havia acontecido.
Quando a equipe médica foi olhar no lixo, foram encontraram duas seringas e um frasco. Por volta das 13h, o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) encaminhou policiais do 9º Batalhão para atender a ocorrência. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também foi acionada e conduzia Fernanda Rocha para depor.
A substância no frasco seria um veneno chamado “barrage”, que é usado para matar carrapatos. Segundo os policiais, a filha teria confessado o crime e alegado que fez isso para acabar com o sofrimento do pai. Ela também teria dito que sofria de problemas mentais.
José Evangelista tinha câncer e também seria portador de HIV. Seu estado de saúde era considerado muito grave. O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) foi acionado e recolheu o cadáver. A autópsia vai esclarecer de fato o que foi injetado na sua corrente sanguínea e supostamente provocado sua morte.

Bolsonaro assina decreto flexibilizando posse de armas; veja o que muda

Resultado de imagem para VEJA VIDEO: Bolsonaro assina decreto que facilita posse de armas
Presidente Jair Bolsonaro mostra a caneta em cerimônia de assinatura da flexibilização do posse de armas em 15/01/2018 (Ueslei Marcelino/Reuters)


O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira (15) em cerimônia no Palácio do Planalto um decreto que altera as regras para a posse de armas de fogo no país.

A flexibilização vale para moradores de cidades em que os índices anuais de homicídio superam a taxa de 10 a cada 100 mil habitantes, além de áreas rurais. Três em cada quatro brasileiros vivem em áreas que se enquadram na definição do decreto.

A posse também foi liberada para servidores públicos que exercem funções com poder de polícia e proprietários de estabelecimentos comerciais ou industriais.

No caso de residências onde vivem crianças, adolescentes ou pessoas com deficiência mental, a nova legislação cria a obrigação de que “apresente declaração de que a sua residência possui cofre ou local seguro com tranca para armazenamento”, mas não define um processo de fiscalização.

Quem se enquadrar em algum desses perfis poderá ter até quatro armas registradas. Além disso, a validade de registro de armas passou de 5 para 10 anos.

O registro pode ser revogado se for comprovado que o declarante forneceu informações falsas ou se tiver vínculos com organizações criminosas.

Em um breve discurso na cerimônia, que começou por volta de 12h15, o presidente destacou que a principal mudança é o fim da comprovação da “efetiva necessidade” de ter uma arma, que “beirava a subjetividade”, segundo ele.

Apesar do limite de quatro armas, o texto do decreto acrescenta que não fica excluída “a caracterização da efetiva necessidade se presentes outros fatos e circunstâncias que a justifiquem, inclusive para a aquisição de armas de fogo de uso permitido em quantidade superior a esse limite, conforme legislação vigente”.

Para ter a posse liberada, no entanto, estão mantidas a necessidade do atestado de capacidade técnica e de laudo psicológico, além da idade mínima de 25 anos e de não ter antecedentes criminais.

Esses requisitos estão previstos no Estatuto do Desarmamento, uma lei sancionada em 2003, que só pode ser modificada via Congresso.

Posse X porte

Não houve mudanças nas regras do porte de armas, que são a possibilidade de circular com a arma fora de casa, atualmente proibida para o cidadão comum.

Como está definida em lei, a regra do porte não pode ser flexibilizada via decreto, mas foi citado pelo presidente no discurso e deve entrar na pauta nos próximos meses, apesar de resistências da própria “bancada da bala”.

Em relação ao recadastramento, Bolsonaro disse que isso pode ser tratado, futuramente, pela Polícia Militar e a Civil via convênios estabelecidos via Medida Provisória, uma vez que a “Polícia Federal teria sérias dificuldades para processar” o aumento na demanda dos pedidos.

Discurso

No discurso de hoje, Bolsonaro fez referência ao referendo de 2005 em que 63% dos brasileiros se manifestaram contra a proibição do comércio de armas e munições.

“Infelizmente o governo na época buscou maneiras em decretos e portarias a negar-lhes [ao cidadão] esse direito”.

Segundo ele, “o povo decidiu por comprar armas e munições e nós não podemos negar o que o povo quis naquele momento”.

Ele citou o apoio da chamada “bancada da legítima defesa” ao invés de usar o termo mais disseminado para o grupo que defende a flexibilização da posse, que é “bancada da bala”.

O decreto foi redigido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e finalizado na Casa Civil. Os ministros Sérgio Moro e Onyx Lorenzoni, das respectivas pastas, estavam presentes na cerimônia.

Com a assinatura, o presidente cumpre uma de suas principais promessas de campanha. Uma das marcas registradas de Bolsonaro é o sinal das armas com as mãos.

Hoje, ele brincou que usaria uma “arma” para assinar o texto mostrando uma caneta e disse que o decreto foi feito por “muitas pessoas de bem para que o cidadão de bem tenha sua paz dentro de casa”.

Uma pesquisa do Datafolha em dezembro mostrou que 61% dos brasileiros são contra a flexibilização da posse de armas no país.

Veja o texto na íntegra:

“DECRETO Nº , DE DE DE 2019

Altera o Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004, que regulamenta a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas – SINARM e define crimes.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003,
DECRETA:

Art. 1º O Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004, passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 12. …………………………………………………………………………………………
………………………………………………………………………………………………………
VIII – na hipótese de residência habitada também por criança, adolescente ou pessoa com deficiência mental, apresentar declaração de que a sua residência possui cofre ou local seguro com tranca para armazenamento.
§ 1º Presume-se a veracidade dos fatos e das circunstâncias afirmadas na declaração de efetiva necessidade a que se refere o inciso I do caput, a qual será examinada pela Polícia Federal nos termos deste artigo.
………………………………………………………………………………………………………

§ 7º Para a aquisição de armas de fogo de uso permitido, considera-se presente a efetiva necessidade nas seguintes hipóteses:
I – agentes públicos, inclusive os inativos:
a) da área de segurança pública;
b) integrantes das carreiras da Agência Brasileira de Inteligência;
c) da administração penitenciária;
d) do sistema socioeducativo, desde que lotados nas unidades de internação a que se refere o inciso VI do caput do art. 112 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990; e
e) envolvidos no exercício de atividades de poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente;
II – militares ativos e inativos;
III – residentes em área rural;
IV – residentes em áreas urbanas com elevados índices de violência, assim consideradas aquelas localizadas em unidades federativas com índices anuais de mais de dez homicídios por cem mil habitantes, no ano de 2016, conforme os dados do Atlas da Violência 2018, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública;
V – titulares ou responsáveis legais de estabelecimentos comerciais ou industriais; e
VI – colecionadores, atiradores e caçadores, devidamente registrados no Comando do Exército.

§ 8º O disposto no § 7º se aplica para a aquisição de até quatro armas de fogo de uso permitido e não exclui a caracterização da efetiva necessidade se presentes outros fatos e circunstâncias que a justifiquem, inclusive para a aquisição de armas de fogo de uso permitido em quantidade superior a esse limite, conforme legislação vigente.

§ 9º Constituem razões para o indeferimento do pedido ou para o cancelamento do registro:
I – a ausência dos requisitos a que se referem os incisos I a VII do caput; e
II – quando houver comprovação de que o requerente:
a) prestou a declaração de efetiva necessidade com afirmações falsas;
b) mantém vínculo com grupos criminosos; e
c) age como pessoa interposta de quem não preenche os requisitos a que se referem os incisos I a VII do caput.

§ 10. A inobservância do disposto no inciso VIII do caput sujeitará o interessado à pena prevista no art. 13 da Lei nº 10.826, de 2003.” (NR)
“Art. 15. …………………………………………………………………………………………

Parágrafo único. Os dados de que tratam o inciso I e a alínea “b” do inciso II do caput serão substituídos pelo número de matrícula funcional, na hipótese em que o cadastro no SIGMA ou no SINARM estiver relacionado com armas de fogo pertencentes a integrantes da Agência Brasileira de Inteligência.” (NR)
“Art. 16. …………………………………………………………………………………………
………………………………………………………………………………………………………

§ 2º Os requisitos de que tratam os incisos IV, V, VI e VII do caput do art. 12 deverão ser comprovados, periodicamente, a cada dez anos, junto à Polícia Federal, para fins de renovação do Certificado de Registro.
……………………………………………………………………………………………..” (NR)
“Art. 18. …………………………………………………………………………………………
………………………………………………………………………………………………………

§ 3º Os requisitos de que tratam os incisos IV, V, VI e VII do caput do art. 12 deverão ser comprovados, periodicamente, a cada dez anos, junto ao Comando do Exército, para fins de renovação do Certificado de Registro.
………………………………………………………………………………………………………

§ 5º Os dados de que tratam o inciso I e a alínea “b” do inciso II do § 2º serão substituídos pelo número de matrícula funcional, na hipótese em que o cadastro no SIGMA ou no SINARM estiver relacionado com armas de fogo pertencentes a integrantes da Agência Brasileira de Inteligência.” (NR)
“Art. 30. …………………………………………………………………………………………
………………………………………………………………………………………………………..

§ 4o As entidades de tiro desportivo e as empresas de instrução de tiro poderão fornecer a seus associados e clientes, desde que obtida autorização específica e obedecidas as condições e requisitos estabelecidos em ato do Comando do Exército, munição recarregada para uso exclusivo nas dependências da instituição em provas, cursos e treinamento.” (NR)

“Art. 67-C. Quaisquer cadastros constantes do SIGMA ou do SINARM, na hipótese em que estiverem relacionados com integrantes da Agência Brasileira de Inteligência, deverão possuir exclusivamente o número de matrícula funcional como dado de qualificação pessoal, incluídos os relativos à aquisição e à venda de armamento e à comunicação de extravio, furto ou roubo de arma de fogo ou seus documentos.” (NR)

Art. 2º Os Certificados de Registro de Arma de Fogo expedidos antes da data de publicação deste Decreto ficam automaticamente renovados pelo prazo a que se refere o § 2º do art. 16 do Decreto nº 5.123, de 2004.

Art. 3º Para fins do disposto no inciso V do caput do art. 6º da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, consideram-se agentes operacionais da Agência Brasileira de Inteligência os servidores e os empregados públicos vinculados àquela Agência.

Art. 4º Fica revogado o § 2º-A do art. 16 do Decreto nº 5.123, de 2004.

Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, de de 2019; 198º da Independência e 131º da República.

VERSÃO 5 D- ALT DEC Nº 5.123-04, SOBRE DESARMAMENTO (L3)”

Exame

“PSL Day” vai reforçar ideais e defesa de Bolsonaro na quinta, 17, em Natal

Imagem relacionada

O “PSL Day” vai reforçar ideais e defesa do presidente Jair Bolsonaro Será na próxima quinta-feira (17) mais uma edição do “PSL Day” no Rio Grande do Norte. Começará às 18h
 
É a primeira mobilização do Partido Social Liberal (PSL) do presidente Jair Bolsonaro, após sua posse. Mensalmente, sempre no dia 17 (número da sigla no registro da Justiça Eleitoral), há movimentação.
 
A iniciativa acontecerá em Natal, na sede do PSL no RN, ensejando filiação de novos membros, pregação de ideais, comunicação de informações gerais e defesa do mandato e do presidente Bolsonaro. O endereço do PSL é Av. Salgado Filho, 1803 – Lagoa Nova.

Riachuelo: Na Ruinha falta água há quinze dias! Atenção, autoridades constituídas, FAÇAM ALGUMA COISA!




Em Riachuelo, moradores do bairro Nossa Senhora da Conceição ainda estão sofrendo com a falta de água.

Não chega uma gota de água nas torneiras há 15 dias. Os moradores estão, com razão, reclamando contra a CAERN, posto que, na cidade, ocorrem frequentes vazamentos de canos, com amplo desperdício de água potável, enquanto que no bairro, mais conhecido por "Ruinha", onde se concentra os mais baixos índices de renda per capita, não corre uma gota de água.

A generalizada insatisfação e indignação dos moradores desaguaram nas mídias sociais dessa blogueira, que outra alternativa não teve a não ser divulgar para todo o Brasil.

Atenção, autoridades constituídas, FAÇAM ALGUMA COISA! SOCORRAM OS MORADORES DO BAIRRO NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO!

O GOVERNO DO ESTADO, AGORA SOB NOVA ROUPAGEM, CONTINUA FALTANDO COM O SERVIÇO, MAS COBRANDO AS CARAS TARIFAS DE ÁGUA CONTRA OS CIDADÃOS!

Riachuelo: Na Ruinha falta água há quinze dias!



Em Riachuelo, moradores do bairro Nossa Senhora da Conceição ainda estão sofrendo com a falta de água.

Não chega uma gota de água nas torneiras há 15 dias. Os moradores estão, com razão, reclamando contra a CAERN, posto que, na cidade, ocorrem frequentes vazamentos de canos, com amplo desperdício de água potável, enquanto que no bairro, mais conhecido por "Ruinha", onde se concentra os mais baixos índices de renda per capita, não corre uma gota de água.

A generalizada insatisfação e indignação dos moradores desaguaram nas mídias sociais dessa blogueira, que outra alternativa não teve a não ser divulgar para todo o Brasil.

Atenção, autoridades constituídas, FAÇAM ALGUMA COISA! SOCORRAM OS MORADORES DO BAIRRO NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO!

O GOVERNO DO ESTADO, AGORA SOB NOVA ROUPAGEM, CONTINUA FALTANDO COM O SERVIÇO, MAS COBRANDO AS CARAS TARIFAS DE ÁGUA CONTRA OS CIDADÃOS!

Witzel ganha do Bope quadros feitos com balas de fuzil

Wilson Witzel com foto de projétil de arma

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, participou na segunda-feira (14) da passagem de comando do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), em Laranjeiras, zona sul do Rio.

O tenente-coronel Maurílio Nunes da Conceição sucedeu o tenente-coronel Alex Benevenutto. O novo comandante é formado em Direito e já esteve à frente do 41º Batalhão da Polícia Militar, em Irajá, zona norte da cidade.

Como já é de praxe, Witzel vestiu a camisa do Bope e fez flexões junto com os militares do batalhão ao lado do novo comandante.
Em agradecimento, o governador recebeu de presente um uniforme e ganhou quadros feito com projéteis, um inclusive, que estampa seu rosto.

Como já é de praxe, Witzel vestiu a camisa do Bope e fez flexões junto com os militares do batalhão ao lado do novo comandante.

Em agradecimento, o governador recebeu de presente um uniforme e ganhou quadros feito com projéteis, um inclusive, que estampa seu rosto.
Além disso, ele também ganhou um quadro com o emblema do Bope — com a famosa “faca na caveira”.

“Abate a criminosos”
Na cerimônia de posse, Witzel voltou a defender o abate de criminosos se for necessário.

“Se preciso for diante da crueldade desses inimigos, verdadeiros narco-terroristas, usar toda força necessária para abatê-los, porque usar armas de fogo contra a sociedade nós não admitiremos jamais”.

Ainda no discurso, ele agradeceu a participação das Forças Armadas durante a intervenção federal na segurança pública do Rio e completou que a tropa do Bope é um exemplo para o Brasil e para as outras polícias, e que irá valorizar o trabalho dos policiais.

“Essa tropa a todo dia está disposta a desafiar ainda mais a sua vida, por isso, o símbolo da caveira [a marca do Bope]. Uma tropa que está constantemente de frente com a morte, mas não a teme. O negro dos seus uniformes camufla-se nas vielas dos morros cariocas tomados pela criminalidade, que tenho certeza que nós vamos vencer. Nós somos mais fortes, nós somos melhores. Estamos equipados, estamos treinados e vamos resgatar a liberdade do nosso povo”, apontou Witzel, completando que é preciso libertar o povo “das garras de pessoas que estão banalizando a vida humana e ignoram o Estado Democrático de Direito.
Acidente com helicóptero

O governador lamentou a morte, no fim da manhã de segunda, do sargento Felipe Marques de Queiroz, de 37 anos, em decorrência da queda do helicóptero da Polícia Militar no Canal do Cunha, próximo a comunidade da Maré, na zona norte do Rio.

O sargento era um dos quatro tripulantes que estavam na aeronave do Grupamento Aeromóvel (GAM) da PM durante o acidente.

“Hoje, infelizmente, mais uma vez, em combate, perdemos um dos nossos heróis. Deixa esposa e três filhos. Não há muito a se dizer a uma família destroçada que se vê amputada de seu ente querido no exercício da sua atividade profissional”.
Alerj

Ainda na cerimônia, Witzel fez referência à disputa entre parlamentares pela presidência da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O governador reafirmou que não pretende declarar apoio a nenhum candidato.

“O Poder Executivo é isento nas suas relações com o Poder Legislativo. Respeito as escolhas que forem feitas e tenho certeza que Vossas Excelências saberão entender o meu posicionamento. Como chefe de Executivo desejo a paz, a harmonia e o equilíbrio”, disse aos deputados estaduais.

“Espero contar com vossas excelências na base do nosso governo que defende a moral, a ética, a transparência e cujo compromisso assumido por nós durante a eleição que é apenas um: nós jamais vamos decepcionar o povo que nos elegeu”, acrescentou.


Exame

ASSISTA VÍDEO: TJ pode assumir previdência, mas para isso o Estado tem que mandar o dinheiro arrecadado


Gustavo Negreiros

A proposta de Nereu Linhares para os Poderes assumirem cada um sua previdência, esbarra em um ponto crucial, dinheiro.

Em entrevista ao 96 Minutos, o presidente do TJ João Rebouças, disse que pode até conversar a respeito, mas para isso o dinheiro arrecadado ao longo dos anos teria que retornar para o caixa do TJ. 
Citou inclusive o exemplo dele, juiz há 35 anos, durante todo esse tempo contribuiu para previdência, caso o Estado mande o nome dele para o TJ pagar a aposentadoria tem que mandar o dinheiro da contribuição. Dinheiro arrecadado que não existe, foi gasto. Eis o problema!

Diálogo até pode existir, mas sem dinheiro, tudo continua do mesmo jeito. A proposta de Nereu é inviável.


Trecho da entrevista concedida ao programa 96 minutos do dia 14/01/2019.