sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A dois dias do pleito, pesquisa mostra que a eleição está tecnicamente empatada entre Naldinho e Pacelli em São Paulo do Potengi.

O Instituto “Agora Sei Pesquisa de opinião Pública” divulgou pesquisa de intenção de votos, hoje, dia 30/09, em São Paulo do Potengi. O resultado mostra um empate técnico no primeiro lugar para intenção de votos entre Naldinho e Pacelli:

Dados da Pesquisa ESTIMULADA:

NALDINHO (PSD) –
42,8%
PACELLI (PDT) – 41,2%
DR. IVAN (PTB) – 6,8%
NS/ NR – 7,2%
NENHUM – 2%
No item Rejeição (Estimulada de Múltiplas escolhas), Naldinho lidera, seguido de Pacelli e Dr. Ivan.

Veja agora como está a REJEIÇÃO dos candidatos:
NALDINHO (PSD) – 38,8%

PACELLI (PDT) – 34,2%

DR. IVAN (PTB) – 29,5%

Votaria em todos – 9,8%

Não Sabem – 2,2%
Levando em consideração pesquisa publicada no dia 28/09, onde mostrava uma diferença de 6,6% entre Naldinho e Pacelli, hoje essa diferença caiu pra apenas 1,6%, mostrando que a eleição em São Paulo do Potengi está indefinida.
A pesquisa foi realizada no dia 28 de Setembro, com 400 entrevistados. Margem de erro de 4.8p.p. E o intervalo de confiança é de 95%. O número do Registro no TRE-RN é 02853/2016.

Pesquisa contraria todos os números!

Passavam cinco minutos da meia-noite quando foi anunciada a pesquisa, no palanque montado pela coligação Pra Cuidar da Gente, que tem como candidata a ex-prefeita Marília Dias. A pesquisa registrada na Justiça Eleitoral sob o nº RN-07479/2016 e que foi contratada e paga pelo próprio Instituto Seta, conseguiu bater dois recordes ao mesmo tempo: mostra que a população de Macaíba é a mais politizada do Brasil, com apenas 5,4% de brancos, nulos e indecisos; Mas o que mais chamou a atenção foi a distribuição de um panfleto, com tiragem de 20 mil unidades, cuja a arte foi criada por uma agência e, posteriormente, impressa pela gráfica em menos de 20 minutos.
O referido instituto teve, somente esta semana, cinco pesquisas suspensas pela Justiça Eleitoral por apresentar diversas irregularidades. Os números da pesquisa parecem não refletir o sentimento das ruas, vez que é impossível imaginar alguma pesquisa com apenas 1% de nulos e com menos de 5% de indecisos. Numa cidade como Macaíba, de disputas sempre acirradas é praticamente impossível imaginar tal situação. Recentemente, Natal teve pesquisa com mais de 20% de brancos, nulos e indecisos.
Outro indício forte da manipulação é que minutos depois da meia-noite já existiam panfletos impressos em gráfica com os números da pesquisa. Como, se os números são sigilosos? Se apenas o contratante poderia ter acesso com antecedência? É importante ressaltar que a coligação da ex-prefeita não é a contratante.

Um dos maiores protagonistas de uma gestão de qualidade, que recebeu a aclamação popular


Alguém perguntou a essa blogueira o porquê do estrondoso sucesso da campanha da candidata à releição, da prefeita de Riachuelo, Mara Cavalcanti.
Bom, existem inúmeras respostas, uma das quais pode ser resumida no ditado popular que diz que "uma andorinha só não faz verão".
O sucesso de uma Administração e sua aprovação popular tem o claro sinal de um trabalho de equipe.
E, no caso da prefeita Mara, um dos membros dessa equipe que ela escolheu, de qualidade para lhe auxiliar na Administração, um dos grandes realizadores foi o seu esposo Herick Machado.

Um Homem atencioso, dinâmico, atuante, um renomado veterinário, graduado e capacitado, que abraçou uma pasta que entendia muito bem do assunto, na verdade uma pasta que é a sua área de atuação profissional, a agricultura.
O resultado, lógico, de um trabalho incansável com os agricultores, os produtores, os assentados, os proprietários de terra, os trabalhadores, foi dos mais expressivos, curiosamente tendo enfrentado períodos de estiagem.
Analistas políticos dão conta de que a grande aceitação da prefeita, uma aceitação majoritária, quase que absoluta, nas comunidades rurais, são pelo trabalho de excelência do esposo da prefeita.
Mas o marido da prefeita foi muito mais do que um secretário de excelência, como muitos da equipe administrativa o foram também, claro.
Foi o esposo sempre ao lado da sua esposa; nos momentos amargos em que a prefeita enfrentou até mesmo o escárnio da oposição, quando não havia maioria na Câmara, aos momentos felizes de conquistas das inúmeras obras e do resgate da maioria na Câmara; o amigo da mais alta confiança; o companheiro inseparável, o protagonista de uma gestão bem sucedida. 

Parabéns, meu amigo  Herick Machado, por esse companheirismo, por essa dedicação, por este exemplo de vida!

O lindo encerramento da campanha da prefeita Mara!



Junte a alegria espontânea de pessoas que, em anos eleitorais, se vestem de verde, com uma candidata à reeleição que demonstra amor por sua terra e, de fato, fez uma Administração voltada para grandes realizações, com claras demonstrações de obras e serviços. O resultado é o fenômeno de popularidade, de gente na rua erguendo bandeiras verdes e passeando longos trajetos, embalados aos jingles e músicas que marcaram estes exitosos momentos.
A campanha da guerreira Mara foi tudo isso e muito mais.
É lindo constatar a gratidão de um povo, o reconhecimento pelo trabalho de uma verdadeira líder que sabe o que diz e o que faz.
E o fenômeno, então, toma conta das ruas, das praças, de todos os cantos.


A campanha da mencionada, com justiça, guerreira Mara, foi um show à parte, nos eventos macros, a começar pela convenção em um Ginásio Esportivo, e terminar na rua principal da cidade, sempre repleto de gente estampando nas faces, nos rostos o sorriso da gratidão, do agradecimento e, o que mais importante, do incentivo para continuar.

Talvez os adversários, nesses 45 dias de campanha, não tenham se tocado que os maiores obstáculos às suas propostas (ou quase ausência delas, com discursos vazios inflamados de ofensas) tenha sido justamente o incontestável fato de que estavam lutando contra uma prefeita que, efetivamente, TRABALHOU POR SUA TERRA, desde o primeiro dia do mandato.
E é muito difícil, para não dizer impossível, mudar a opinião de um povo que reconhece que a sua gestora trabalhou.
E foi este o tom do discurso da prefeita: a enumeração das diversas obras, dos diversos serviços, das diversas realizações, dos diversos compromissos cumpridos. Tudo em meio as crises do Brasil, porque o que o Brasil tem vivenciado nestes últimos anos não foi somente uma crise, mas inúmeras crises: econômica, ética, política e, sobretudo, social.
Mesmo assim, disse a prefeita, foram construídas Unidades de Saúde, implantados médicos atendendo ao povo durante toda a semana, médicos renomados, profissionais dos mais gabaritados, atendendo a todos com a mesma dedicação.
Escolas foram reformadas, fardamentos entregues aos alunos no início dos anos letivos; livros didáticos, merendas de qualidade; resgatados o desfile cívico, a emancipação política da cidade, etc etc e etc.

Agricultores não foram esquecidos, o corte de terra distribuído equanimemente; concedidos fomentos, subsídios, incentivos e outros eticeteras mais.
Problemas ambientais e de estética urbana foram resolvidos com a retirada do lixão que era o cartão postal da cidade, que além de apresentar graves riscos à saúde era algo que enfeiava a cidade da maneira mais hedionda.
E o que dizer da assistência social e suas diversas implementações de políticas públicas de atendimento ao povo mais carente, como o auxílio aluguel, o sopão, as cestas básicas, dentre outros inúmeros incansáveis serviços.
Enfim, foram muitas obras e muitos serviços em todas as secretarias e o resultado não poderia ser outro: a popularidade explícita efetivada na disposição das massas, fazendo questão de participar da campanha e deixar sua mensagem de agradecimento.
Pois, junte-se justamente isso: um povo agradecido por uma gestora que tem trabalhos e obras prestados e, mais ainda, uma campanha embalada por canções de qualidade e o resultado é este fenômeno que temos visto.
Quando o povo quer, não tem jeito, o povo pode, porque é o povo quem manda, é o povo quem quer e contra fatos não existem argumentos porque o pior cego é aquele que não quer ver.
Linda festa, Bacuraus! Democracia é isso! Agora só resta esperar a confirmação das urnas e uma outra festa que seguirá depois, espontaneamente!


quinta-feira, 29 de setembro de 2016

PARA REFLETIR! NÃO APRESSE O RIO, ELE CORRE SOZINHO!



Estou enviando este texto, publicado hoje, no blog do Xerife, motivo esse: o blog de Silvério Alves, dá credibilidade ao Instituto Seta, e critica o Instituto que vai divulgar no dia 30 de setembro, pesquisa no blog Riachuelo em Ação. 28/set./2016 ás 11:10 Publicado por Robson Pires na categoria Notas Caicó: MP pede impugnação de pesquisa do instituto Seta O promotor Vicente Elísio de Oliveira Neto, que atua na 25ª Zona Eleitoral, concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (28) e confirmou que está ingressando com pedido de impugnação da pesquisa feita pelo Instituto Seta sobre a intenção de voto do eleitorado caicoense. No pedido de impugnação, o representante ministerial pede que a pesquisa não seja divulgada como está previsto para esta quinta-feira (29). De acordo com o promotor, um dos motivos que o levou mover a ação, foi o fato de ser o próprio instituto quem contrata e realiza a pesquisa. em A BELÍSSIMA FESTA DEMOCRÁTICA DOS BACURAUS DO POTENGI
Cesar Junior
em 28/09/16

O discurso de Priscila Muller, no comício dos bacuraus, em Caiçara

Ainda sobre o comício em Caiçara, ontem à noite, esteve presente a filha de Felipão e irmã do candidato a prefeito, Felipinho, Priscilla Muller, a qual discursou no comício, para rebater acusações infundadas do grupo adversário, da coligação da atual prefeita, Ceiça Lisboa, que, segundo Priscila destacou em seu discurso, a prefeita candidata à reeleição teria dito que Felipinho não tinha família.
Priscila destacou, no entanto, como foi a história de vida da família, a infância e adolescência de Felipinho e de sua irmã, os quais sempre sentiram-se acolhidos numa família; que o seu pai, Felipão, ensinou e transmitiu para os filhos o amor à Caiçara, o respeito às pessoas.
E quando as pessoas perguntam à mesma, mundo afora, ela sempre disse que ela e Felipinho são de Caiçara, e nunca esqueceram a cidade. Trata-se da terra que a família adotou de coração. Que Felipinho certamente seguirá os passos de seu pai, que foi o melhor prefeito de Caiçara, de todos os tempos.

A simpática irmã do candidato confidenciou também, uma atitude curiosa de Felipinho, que o mesmo quando era criança, cerca de 10 anos, numa certa ocasião, no final do ano, ele pegou todos os brinquedos que tinha e distribuiu na rua para as outras crianças.
Logo, demonstrou-se ser uma pessoa altruísta, não egoísta, solidário para com as pessoas, desde a infância. E que ainda hoje continua com as mesmas virtudes, mesmo sendo tratado de "barãozinho", como os inconformados o chamam, sendo que o barãozinho não precisa do dinheiro público para gastar, pois vai fazer uma administração realmente voltada para o povo.


SEGUE IN LOCO OS PRINCIPAIS CLIQUES DO MAJESTOSO COMÍCIO DOS BACURAUS EM CAIÇARA!

"No comício de ontem, em Caiçara, a onda verde que vem trazendo novos ventos e novos tempos para a cidade voltar a sorrir, tomou conta das ruas e praças e onde foi celebrado este novo começo!"
A frase de efeito acima foi dita por um analista político da região, que preferiu não se identificar, usando expressões da campanha do Felipinho.
De fato, foi grande a aclamação popular, pela grande liderança exercida por Felipão, o pai, na demonstração cabal da aceitação de Felipinho, o filho, como candidato preferido dos bacuraus para a disputa nas urnas, que se realizará no próximo domingo.









,








CAIÇARA: O LINDO ENCERRAMENTO DA CAMPANHA DOS BACURAUS

Mais uma linda festa democrática, em que o povo encheu as ruas de verde, dessa vez em Caiçara do Rio do Vento, no encerramento da brilhante campanha política da Coligação Um Novo Começo.
Felipinho, o candidato a prefeito, preferido nas pesquisas de intenção de votos, fez um discurso memorável ontem à noite, 28 de setembro do presente ano.
Que sabe o que é uma família e vai priorizar a educação em Caiçara, cuidando para que a cidade tenha professores qualificados; que deem aulas nas escolas todos os dias (pois visitou uma comunidade onde os professores aparecem um dia sim um dia não, prejudicando a aprendizagem dos alunos mais carentes, das zonas rurais; que vai investir mesmo em educação; que na Saúde vai ter médicos todos os dias e que haverá medicamentos na farmácia básica, para distribuição aos cidadãos e cidadãs que necessitarem de medicamentos custeados pelo município; que vai cuidar da infra-estrutura com saneamento básico na cidade, que vai escutar as pessoas, ouvir seus anseios, seus pedidos, para melhorar cem por cento o atendimento a toda população. Que na verdade o propósito é fazer um novo começo na cidade, visto que nos últimos quatro anos a atual gestão foi uma péssima gestão. Que precisa do apoio do povo para eleger também os candidatos a vereadores, da Coligação, para que juntos possam por em prática o Novo Começo que a cidade está clamando.

Após o discurso do Felipe, o filho, foi a vez de Felipão, o pai, o qual repetiu a emblemática frase proferida no início da campanha: que seu maior legado são seus filhos e está entregando à Caiçara o seu filho para cuidar da cidade, do seu povo que tanto ama.
Muito aplaudidos, o candidato e seu pai, bem como o candidato a vice-prefeito, Arnaldo, o ex-prefeito Etinho, e todos os candidatos a vereadores.
No comício, Felipão e Felipinho estavam acompanhados com toda a família, uma resposta às críticas da candidata adversária, que chegou a dizer em seu palanque, que Felipinho não tinha família.

Enfim, foi um encerramento emocionante, com a rua completamente lotada de muitos, muitos bacuraus.


Fotos: Naama Soares


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

RIACHUELO: COLIGAÇÃO A FORÇA DO POVO ENTROU COM PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO, SEM SUCESSO, NA JUSTIÇA ELEITORAL!


A coligação adversária, denominada de "A força do povo", que tem os candidatos Joca Basílio e Clemilson Sena na majoritária, havia entrado com uma ação de impugnação às candidaturas de Mara e Vanusa, alegando perda do prazo para o pedido do registro, fora do prazo dos 20 dias antes do pleito Resolução TSE 23.455/2015, art. 67, § 3º).
A Coligação Compromisso com o Povo, de Mara e Vanusa, alegou que, devido a problemas do próprio sistema da Justiça Eleitoral, o pedido foi formalizado um dia depois do prazo. Conseguiu uma certidão do próprio tribunal, e a Juíza, em sua decisão, destacou que este prazo, em casos excepcionais, pode ser flexibilizado, demonstrando farta jurisprudência (várias decisões) dos Tribunais Superiores.
Pontuou ainda que as candidatas preenchem todas as condições de elegibilidade (plenamente capazes, sem contas reprovadas, sem condenações em processos de improbidade administrativa, etc), estando aptas à disputa eleitoral.

Portanto, as candidaturas foram DEFERIDAS.

OPOSIÇÃO DE RIACHUELO TENTOU IMPUGNAR AS CANDIDATURAS DE MARA E VANUSA, SEM SUCESSO!


Confira a parte final da decisão da Juíza Eleitoral:

"Ante o exposto, em consonância com o parecer do Ministério Público Eleitoral, JULGO IMPROCEDENTE o pedido constante da ação de impugnação de registro de candidatura apresentada pela Coligação Força do Povo e DEFIRO os pedidos de registro de candidatura de MARA LOURDES CAVALCANTI e VANUZA CORDEIRO DE ARAUJO SENA, para concorrerem ao cargo de, respectivamente, Prefeito e Vice-Prefeito, sob o número 15, com as seguintes opções de nome: MARA CAVALCANTI e VANUZA.

"Registre-se. Publique-se. Intime-se.

SÃO PAULO DO POTENGI, 28 de setembro de 2016
KATHERINE BEZERRA CARVALHO DE MELO
Juíza Eleitoral"


A BELÍSSIMA FESTA DEMOCRÁTICA DOS BACURAUS DO POTENGI



O encerramento da campanha da Coligação Força para Reconstruir São Paulo foi emocionante, maravilhoso, o que se pode chamar uma verdadeira festa democrática.
Duplicou-se, ou talvez, triplicou-se ou, mais ainda, quadruplicou-se o comparecimento em massa de uma multidão que esverdeou a Rua Bento Urbano.
Um policial confidenciou-nos que ali comparecera, na sua visão estatística, cerca de seis mil pessoas. De se notar que a maioria dos que compareceram eram pessoas simples, senhora idosas, senhoras donas de casa, senhores pais de família, juventude em massa que, segundo analistas políticos ali presentes, alguns dos quais nos confidenciaram que, muito provavelmente, "a população já está dando seu recado. O povo clama por mudanças e a resposta está aí. Uma grandiosa passeata, um grandioso comício".
Tão grandioso de fato que renomados bacuraus, como o Ex-Ministro Henrique Alves e o Deputado Federal, Waltinho, afirmaram com a mais absoluta convicção, diante do que estavam vendo: "Pacelli será o novo prefeito de São Paulo do Potengi!".
Walter Alves fez questão de pedir: "Liguem-me no domingo, após às 18:00 horas, para me informarem que o novo prefeito de SPP será Pacelli!"
Opinião proferida por veteranos da política, conhecedores dos cenários políticos no estado e no país, é uma constatação de tremer nas bases.
Reflexões à parte, foi um lindo espetáculo democrático, de encher os olhos de emoções.
Esta foi uma campanha, suave e pacífica, que teve muitos protagonistas notáveis, a começar pelos próprios candidatos, Pacelli e Jeffinho, personalidades distintas numa união perfeita. Um engenheiro por formação humilde, sempre o mesmo diante de grandes e pequenos; o outro, jovial e com uma capacidade espetacular de conquistar seu público jovem.
Outra figura notável, Dona Nini, uma pessoa extraordinária, comunicativa como ela só. Sóbria, prudente, extremamente educada e com um coração de mãe maior que o mundo, um coração em que cabem todos os filhos do mundo. Como não agradecer à mulher que trouxe mais desenvolvimento para São Paulo do Potengi? Como não pontuar sua imprescindível figura nesta campanha maravilhosa? Uma cristã autêntica, com um testemunho de vida magistral, para a glória de Deus.
Mas, voltando à festa, foi linda, linda, linda, com muita gente com olhos cheios de esperança. Esperança que a cidade se reconstrua, que a cidade se desenvolva, que a cidade embarque no trem do progresso porque o tempo urge, e não é mais tempo de perder tempo. Um dos analistas ouvidos, comentou o seguinte: "O povo sabe que no próximo domingo será o momento da mudança. Se querem que tudo fique como está ou se querem mudar para melhor, para crescer, para se desenvolver."
E o analista ouvido concluiu seu pensamento, nestes termos: Que o povo decida o melhor para a cidade, consciente de que sua decisão vai se repercutir para os próximos quatro anos.

ALGUNS CLIQUES SOB AS LENTES DA BLOGUEIRA: