Últimas notícias

"Não me mate, tenho 5 filhos”, disse PM antes de ser executado

Sargento Cristiano foi sepultado na manhã deste domingo (22) no Cemitério Bom Pastor, Zona Oeste de Natal. Foto: Ranilson Oliveira/TV Ponta Negra


Manhã deste domingo (22) foi de homenagens no sepultamento do sargento Adailton Cristiano da Silva, 43 anos, no Cemitério Bom Pastor, Zona Oeste de Natal

Não me mate, tenho quatro filhos para criar”. De acordo com uma testemunha que mora nas proximidades da estrada onde o policial militar Adailton Cristiano da Silva, 43 anos, foi executado, essas foram as últimas palavras ditas pelo sargento antes dos barulhos de tiros. A vítima foi obrigada a sair do carro, ficar de joelhos e sofreu três disparos na cabeça, segundo informações repassadas à polícia.

A manhã deste domingo (22) foi de homenagens no sepultamento do PM no Cemitério Bom Pastor, Zona Oeste de Natal. Houve salva de tiros e chuvas de pétalas jogadas pelo helicóptero da Secretaria Estadual de Segurança e Defesa Social (Sesed). Adailton Cristiano foi o 11º agente de segurança assassinado em 2019. Ele ingressou no ano 2000 na PM e atualmente estava lotado no Batalhão da Polícia Militar em Macaíba. Ele deixou quatro filhos e havia se casado há um mês.

Sargento Cristiano foi morto quando voltava do trabalho. Foto: Facebook/Reprodução

Sargento Cristiano, como era mais conhecido, foi assassinado na sexta-feira (20) quando voltava do trabalho na rodovia entre os municípios de Macaíba e Vera Cruz,Região Metropolitana de Natal. Ele passava pelo distrito de Canabrava, na zona rural de Macaíba, e avistou um trio que estaria fazendo assaltos na região. Havia um carro atravessado no meio da pista. O policial reagiu ao assalto atirando, mas foi rendido pelos os outros dois e obrigado a descer do veículo. Quando viram a calça do fardamento militar decidiram executar o agente de segurança.

Três suspeitos foram capturados pela PM. Um deles foi baleado em troca de tiros e encaminhado ao Hospital Deoclécio Marques em Parnamirim, na Grande Natal. Os outros dois foram conduzidos para a Delegacia de Plantão.

Sargento Cristiano trabalhava na PM desde 2000 e atualmente era lotado no Batalhão em Macaíba. Foto: Ranilson Oliveira/TV Ponta Negra
Sargento Cristiano trabalhava na PM desde 2000 e atualmente era lotado no Batalhão em Macaíba. Foto: Ranilson Oliveira/TV Ponta Negra

O Comando da Polícia Militar divulgou nota de pesar. Confira na íntegra:

É com pesar que a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte comunica o falecimento do 3º Sargento da PM Adailton Cristiano da Silva. Sgt Cristiano foi vítima de um latrocínio, no qual foi covardemente assassinado por disparos de arma de fogo. Por volta das 23 horas desta sexta-feira (20), ele retornava para sua residência após o trabalho quando foi abordado pelos criminosos.

Dois suspeitos já se encontram detidos e foram conduzidos à Delegacia de Plantão Zona Norte, a Polícia Militar continuará em diligência para capturar os demais envolvidos.

O Sgt Cristiano ingressou na corporação no ano de 2000 e atualmente estava lotado no 11º Batalhão da Polícia Militar, em Macaíba. A Polícia Militar lamenta a morte deste profissional de segurança pública, externando aos amigos, companheiros de trabalho e familiares, os nossos sentimentos de pesar.

13 comentários

Robson Luiz disse...

A caçada já deve ter começado.

Unknown disse...

foi uma covardia dos traficantes faser tira a vida do rapais do sargento.

Anônimo disse...

Isso não é mídia! #GloboLixo falando hoje mal da PM

Unknown disse...

Revoltante ver a passividade do povo carioca, crianças sendo mortas assim que a polícia inicia uma a ação nos morros (assim a ação é suspensa e eles ainda são de assassinos de inocentes). Policiais sumariamente fuzilados. E a mídia esquerdista na patriota, disvirtuando tudo. Acorda Rio de Janeiro acorda Brasil

Unknown disse...

Revoltante ver a passividade do povo carioca, crianças sendo mortas assim que a polícia inicia uma a ação nos morros (assim a ação é suspensa e eles ainda são de assassinos de inocentes). Policiais sumariamente fuzilados. E a mídia esquerdista na patriota, disvirtuando tudo. Acorda Rio de Janeiro acorda Brasil

Unknown disse...

Revoltante ver a passividade do povo carioca, crianças sendo mortas assim que a polícia inicia uma a ação nos morros (assim a ação é suspensa e eles ainda são chamados de assassinos de inocentes). Policiais sumariamente fuzilados. E a mídia esquerdista na patriota, disvirtuando tudo. Acorda Rio de Janeiro acorda Brasil

Paulo disse...

banidos como esse não se prende, e nem se atira pra deixar ferido.....

Unknown disse...

Muita maldade meu Deus ....que Deus o tenha...e que esses malditos paguem por tudo

Unknown disse...

Muita maldade meu Deus ....que Deus o tenha...e que esses malditos paguem por tudo

Bloggverdade disse...

Isso a globo não mostrou. Jornalistas hipócritas! Agora a polícia acha e mata os bandidos ela vem dizer que eram trabalhadores, estudantes...

Rosana dos Santos disse...

Isso a Globolixo o G1 e outros jornais e revistas não comentam;não divulgam,não fazem nada ,parece que somente o povo q mora na favela é ser humano q merece ser divulgado na mídia e os militares q arriscam a vida o tempo todo pra acabar com o tráfico e a criminalidade no país não merecem?Fico indignada com isso.

Chaveli disse...

E.P.D Pêsames e condolências à Familiares e Amizades ao Brasil.

Sandy disse...

Que Deus tenha misericórdia desta nação. Ninguém tem q perder suas vidas nem moradores nem policiais. Deus conforte estas famílias. Que festeja a morte de um ser humano, seja civil ou polícial. É tão assassino como quem puxou o gatilho.