segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Título: Diamante que não precisa mais ser lapidado, homenagem para blogueira!



De todas, a mais bela
De todas, a mais sincera
A mais extraordinária, mais companheira, mais exata
A mais divertida, mais intuitiva
Um sonho de mulher real
Dádiva concedida pelos céus
De um Deus Único Criador, Pessoal
Que me deu a companheira mais compreensiva
Mais batalhadora
Mais capacitante de iniciativas
Nesse mundo turbulento, egoísta, maniqueísta
Como poderia eu escapar sem você?
Sem sua forte presença feminina
Rainha do meu lar recém-construído há pouco mais de dez anos
Meu ciúme despontou nesses dias
Por perceber-me o que antes não havia percebido de fato, face às inúmeras leituras dos clássicos
Em ter que dividir você com as mídias sociais
Quando a gente ama a gente quer o objeto do amor só pra si,
Mas você e eu precisamos trabalhar
Pois a vida é muito cara para se viver
Em todas as horas, em todo tempo, minuto a minuto
Amo-te, mesmo, MUITO!
(De Antonio Carlos do Nascimento para sua esposa, Adriana Nascimento, blogueira, em 30 de setembro de 2019).

0 comentários: