Twitter            

.

.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

DEPUTADO GUSTAVO CARVALHO DISSE QUE ESTAVA FORA DO GOVERNO DE ROBINSON FARIA! SERÁ?

Resultado de imagem para GUSTAVO CARVALHO E ROBINSON FARIAS
Aliado e amigo do governador Robinson Faria (PSD), o deputado Gustavo Carvalho fez discurso de rompimento nesta quarta-feira na Assembleia Legislativa, quando aparteava o deputado George Soares (PR).
George fez críticas contundentes ao teor da mensagem anual lida pelo governador na terça-feira.
O que deseja o governador com essas linhas? Que achemos que foi gozação com o parlamento? Gozação com o povo? Erro do redator? Preferia que ninguém tivesse ouvido os devaneios e poderíamos ter sido poupados das infelizes palavras”, desabafou George, que recebeu os parabéns de vários parlamentares, entre eles Gustavo, que é vice-presidente da Assembleia.
“O seu discurso retrata majoritariamente o sentimento desta casa legislativa desde o fim do pronunciamento do governador Robinson Faria”, disse Gustavo, afirmando que desde o início sua posição foi de apoio ao pacote de “medidas impopulares” enviadas à Casa pelo Executivo, mas que ele decidiu que apoiaria, mesmo sabendo que correria risco de perder votos.

“Minha decisão foi de apoio por saber que o Rio Grande do Norte está em jogo, está em xeque”.
Gustavo justificou a mudança no seu comportamento diante de matérias que ele não podia dar encaminhamento.

“Por inconsistência de todas elas. Os erros de todas. E a Assembleia teve uma maturidade muito grande. A Assembleia foi fidalga e foi cortês com o Governo”, disse Gustavo Carvalho, afirmando que a Casa que foi presidida pelo governador, entendia a crise e até então, evitava mostrar à sociedade a fragilidade do que foi o material encaminhado para votação durante a convocação extraordinária.

“Mas a partir da leitura de ontem, do desenrolar da pauta feita pela Comunicação do Governo do Estado nos diversos órgãos de imprensa do Rio Grande do Norte, eu não vou ficar com essa culpa no meu colo. O meu mandato não se permite assumir essa culpa e esses erros”, declarou Gustavo Carvalho.
“E o que não foi exposto até o momento, será exposto por mim a partir de hoje. Será exposto pelo meu mandato”, disse o parlamentar, começando pelo que ele identificou como erros do pacote do governo.

“A sociedade tem que saber que o Governo enviou à Casa, 20 projetos numa convocação extraordinária. Três deles, PECs, Propostas de Emenda à Constituição, que a tramitação é totalmente diferente do regime extraordinário. E dos 17 restantes, 14 tinham erros de inconsistência e de inconstitucionalidade. E a Casa foi responsável”, justificou o deputado, reclamando que a Assembleia poupou o governo, mas o Governo não poupou a Assembleia.
Para Gustavo Carvalho, a casa legislativa tentou ajudar “e o governador sabe disso”.

O discurso de Gustavo foi de rompimento.
Questionado pelo Blog da Thaisa Galvão, ele disse que apenas estava marcando posição pela “deselegância” da mensagem.
“Tenho amizade com o governador, fui defensor dos projetos e me senti atingido pelo conteúdo da sua mensagem”.

Um comentário:

Anônimo disse...

Gustavo deixou o governo, aí tem coisa o governo mandou o pacote não mandou o chrche kk