Twitter            

.

.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Temer aumenta alíquota sobre fabricação de patos gigantes de borracha

Um pato amarelo de cinco metros de altura amanheceu na fachada da Fiesp, na Avenida Paulista, nesta sexta-feira. O velho conhecido da época do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, ressurgiu em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo como uma forma de protesto contra o recente aumento dos impostos sobre os combustíveis, aprovado por Michel Temer.
Apesar de ter apoiado o governo Temer, a Fiesp não concorda com a alta de impostos para aliviar as contas da União e, sob o slogan de “Não vou pagar o pato”, às 10h da manhã, patinhos de borracha foram distribuídos à população que passava no local.

Nenhum comentário: