Twitter            

.

.

domingo, 29 de abril de 2018

Uma Mulher Extraordinária! Adeus, Tia Herta!


Ela estava sempre pronta para servir ao próximo, com uma abnegação extremada. Dos seus mestres católicos, lapidou como filosofia de vida a famosa frase de efeito: "Quem não vive para servir, não serve para viver."
Teóloga e profundamente religiosa no catolicismo romano. Chegou a ser ministra e distribuir eucaristia.
Se morria alguém na cidade, ela se dirigia à residência do(a) falecido(a) e cuidava das rezas, das vestimentas, e especialmente de consolar, com suas palavras carinhosas, maternas, de uma mãe que amava todos os filhos, palavras de consolo, de fortaleza.

Amava também a política porque, com o espírito altruísta, sonhava sempre com um mundo melhor, onde as pessoas se importassem com as outras pessoas, não somente com as coisas.
A gente não precisava pertencer à sua família para ser chamado de filho ou filha, pois seu coração era fonte geradora de incontáveis filhos.

Ela era única, insubstituível, uma mulher extraordinária.

Há pouco mais de um ano, começou a lutar por sua última batalha. Aquela doença que todos temem e que muitos se recusam até de dizer o seu nome, abateu-se sobre ela.
Apesar disso, ela não perdeu a esperança, o sorriso no rosto, a boa palavra sempre dita a seu tempo; o amor fraterno-materno por todos: pobres e ricos, de todas as cores, de todas as raças.
Talvez os anjos estejam dizendo hoje, que se fosse possível trocar o seu nome por um substantivo, esse nome seria "ABRAÇO". Porque essa mulher abraçava a todos, com o abraço sincero, de quem sente e compartilha a dor alheia, de quem também se alegrava com a alegria alheia.

O mundo hoje ficou mais triste, o dia tomou a cor do cinza nublado, o céu ainda derramou uns pingos de chuvas, como se chorasse também.

Sua grande lição de vida, ela tirou da Bíblia, a regra de ouro do cristão, a qual nos diz nestes termos:

"Portanto, façam às pessoas o mesmo que vocês desejam que elas façam a vocês. Esta é, de fato, a Lei e os Profetas." ( Evangelho Segundo São Mateus, cap. 7:12, versão da Bíblia Pastoral).
Maria Souza Santos, Tia Herta, aos sessenta e três anos, após sofrer sua última batalha, deixou-nos todos órfãos, enlutados e entristecidos, mas nutrindo suas grandes lições de esperança.

DESCANSE EM PAZ, TIA HERTA, SEU AMOR NÃO FOI EM VÃO, POSTO QUE DEIXOU UM GRANDE LEGADO.




3 comentários:

Claudismar Emidio disse...

PATU EM FOCO:
http://patu-emfoco.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Mas uma novidade brevemente o ex prefeito júnior Bernardo estara reunindo seu mine grupo político de Riachuelo, para dizer que nesta eleição vem so vota quê todos SEUS aliados derrotados fiquem avontade para escolher SEUS candidatos hoje o ex prefeito só tem 03 votos para ele mesmo votar p deputado estadual Gustavo Carvalho o senadoravel Geraldo Melo e para presidente Ciro Gomes. Vamos aguardar o chamado brevemente.

Pastor Eri JERÔNIMO disse...

Quero compartilhar esse sentimento de perda pois como nascido nessa cidade somos todos Uma família