Twitter            

.

.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Romero Jucá diz que impeachment foi para barrar a Lava Jato, que céu é azul e que água é molhada

Em diálogos gravados pela operação Lava Jato em março, o atual ministro do Planejamento do governo interino de Michel Temer foi flagrado armando o que seria um pacto para barrar a operação.
Em conversa com o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado, Jucá sugeriu que uma “mudança” no governo poderia “estancar a sangria” das investigações. Ambos são citados e investigados na Lava Jato. O ministro Jucá chega a dizer que interferiria no STF com alguns ministros com os quais “tem acesso”.
Depois de admitir que a razão do impeachment fora dar um jeito de deixar a Lava Jato como está, Jucá fez mais declarações igualmente pouco surpreendentes.
Em um áudio conseguido com exclusividade pelo Sensacionalista, Jucá pode ser ouvido dizendo o seguinte: “Sabe, Machado, eu estive pensando. Cheguei à conclusão que o impeachment foi para barrar a Lava Jato. E mais: o céu, sabe o céu? O céu é azul e a água é molhada. O Palmeiras não tem mundial, o Corinthians não pode ter dois mundiais se só ganhou uma Libertadores; mulher quando pergunta se está gorda é porque está chamando briga e cunhado só fala baixo quando é para pedir dinheiro.”
“São coisas que parecem óbvias mas não é todo mundo que vê”, completou, com o olhar perdido no horizonte.

Nenhum comentário: