.

.

sábado, 1 de julho de 2017

Após Garibaldi Alves descartar o cargo, Raimundo Lira é favorito para assumir liderança do PMDB no Senado

Depois de Renan Calheiros (AL) deixar a liderança do PMDB no Senado, parlamentares peemedebistas buscam um nome capaz de “unificar” a maior bancada da Casa, que tem 22 senadores. De acordo com parlamentares, Raimundo Lira (PB), que presidiu a comissão especial do impeachment de Dilma Rousseff, desponta como favorito para assumir a função. Nesta sexta-feira (30), ele foi recebido por Temer no Palácio do Planalto.
A reunião para decidir quem ocupará a função estratégica para o governo e para o partido está marcada para a próxima terça-feira (4).
Por se tratar do partido de Michel Temer, os peemedebistas querem um perfil que tenha bom relacionamento com o presidente e que apoie as reformas trabalhista e da Previdência Social.
Foi justamente por não atender a esses requisitos que Renan gerou descontentamento dentro da bancada e decidiu deixar a liderançaantes de ser destituído pelos correligionários.
Outro senador cotado para assumir a função, Garibaldi Alves (RN) disse que não quer assumir a função, porque neste momento está mais dedicado ao estado. Investigado na Operação Lava Jato, o parlamentar enfrenta um momento delicado na carreira política.

Nenhum comentário: