.

.

sexta-feira, 31 de março de 2017

MINHA NOSSA!!! Senadores aprovam reeleição presidencial no Paraguai; manifestantes invadem e põem fogo no Congresso

Manifestantes colocam fogo no prédio do Congresso do Paraguai após Senado aprovar reeleição presidencial nesta sexta-feira (31) (Foto: REUTERS/Jorge Adorno)

Os senadores não votaram no plenário do Senado, e sim em um gabinete do Congresso, diante da resistência de legisladores da oposição contra a medida. O presidente do Senado, Roberto Acevedo, o primeiro vice-presidente do Senado, Eduardo Petta, e outros legisladores da oposição ocuparam o plenário da Casa para impedir a votação.

A emenda foi apoiada por opositores ligados ao ex-presidente de esquerda Fernando Lugo, mas o restante da oposição denunciou a medida como um "golpe parlamentar".
O presidente do Congresso do Paraguai, Roberto Acevedo, é visto durante confronto entre manifestantes e a polícia nesta sexta-feira (31) em frente ao prédio do Congresso (Foto: REUTERS/Jorge Adorno)
O presidente do Congresso do Paraguai, Roberto Acevedo, é visto durante confronto entre manifestantes e a polícia nesta sexta-feira (31) em frente ao prédio do Congresso (Foto: REUTERS/Jorge Adorno)
A Constituição vigente no Paraguai não permite a reeleição desde 1992. Magnata dos refrigerantes e do tabaco, o presidente Cartes foi eleito para um mandato de cinco anos em 2013. Seus apoiadores mais entusiasmados querem que ele possa se candidatar para mais um mandato no ano que vem, mas críticos dizem que uma mudança constitucional feita para beneficiar um presidente no cargo seria injusta.

Nenhum comentário: