.

.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Atenta, prefeitura de Riachuelo, juntamente com a CAERN, resolvem problemática de escotos em algumas ruas do Município!

Atendendo a revindicação da população riachuelense, especificamente da Rua Ulisses de Medeiros e demais ruas de nossa cidade, o Município de Riachuelo, em parceria com a CAERN, esteve hoje numa ação conjunta resolvendo a problemática dos esgotos que por alguns dias vinha causando aborrecimentos, e com toda a razão, aos moradores dessa localidade.
Conforme se vê nas fotos abaixo, hoje mesmo, 15 de junho de 2016, a prefeita Mara Cavalcanti entrou em contato com os serviços da Companhia de Abastecimento de Água e Esgotos do RN (CAERN) e o problema foi solucionado.
A Prefeitura, a partir de amanhã, já determinou à Secretaria de Serviços Urbanos efetuar toda a limpeza em volta do riacho que percorre aquela localidade.   
Todas essas autorizações foram articuladas pelo poder público municipal junto a CAERN. 
O BLOG COMENTA:
Infelizmente a oposição de nossa cidade, como sempre, fazendo um jogo político sujo,  usou as  redes sociais para criticar e fazer movimento com mentiras infundadas, sem constatação da veracidade.
Porém, é bom que se entenda que são pessoas que não tem poder para resolver qualquer coisa a esse respeito, se não puderem ajudar não critiquem sem saber o que de fato está sendo feito pelo poder público.
Até onde minha mente entende, os movimentos que esses opositores estão construindo,  somente são para tentar encontrar culpados. No caso, o poder público municipal, e sabemos que a questão hídrica vai muito além de política ou qualquer forma de politicagem. A solução do problema de esgotos nas cidades, de pequeno e médio porte, é de competência exclusiva da CAERN, que tem competência para prestar este serviço em todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte, com a colaboração do Poder Público Municipal.
Traduzindo: Se opositores que estão ai se articulando estivessem no poder, estaria acontecendo a mesma coisa, ou pior ainda. Esse mesmo problema que aí está não é de hoje, mais de anos anteriores à atual gestão,  e que as coisas não são resolvidas do dia para noite.


Nenhum comentário: