Twitter            

.

.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Ex-secretário da Sejuc diz “é preciso parar com gambiarras e inaugurar novo sistema prisional”

1
Em entrevista concedida ao Portal Agora RN, o advogado e ex-titular da Secretaria Estadual de Justiça e da Cidadania (Sejuc), Fábio Hollanda, comentou acerca da crise no sistema carcerário do Rio Grande do Norte e disse que “não existe um sistema penitenciário no estado”, pois não há é possível um processo de ressocialização dos detentos. Para ele, “é preciso parar de fazer gambiarras e inaugurar efetivamente um sistema prisional e desfazer o equívoco que foi Alcaçuz”.
Sem apoio tecnológico para controle das movimentações dentro do presídio, Hollanda disse que o há em Alcaçuz é “um faz de conta, onde o preso finge que está preso e o Estado finge que controla o sistema”. O ex-secretário chamou atenção para o fato de que, neste sistema, “o preso que não era de alta periculosidade, passa a ser, pela convivência e pela forma como o Estado o trata”.
Ao falar sobre o massacre ocorrido em Alcaçuz, que deixou pelo menos 26 mortos, segundo dados oficiais, Fábio afirmou que não acha que “a bomba relógio explodiu com a potencialidade que tem”, apesar de a rebelião ter se repetido durante os últimos dias.
Uma decisão sábia na opinião de Fábio foi a “sensibilidade de não invadir o presídio sem a certeza do que ia encontrar, pois se tivessem invadido no momento de conturbação interna, teríamos tido um novo Carandiru no Rio Grande do Norte”.

Nenhum comentário: