.

.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Agente penitenciário diz que tem mais de 100 mortos dentro de Alcaçuz



Em um áudio que circula nas redes sociais, um agente penitenciário do sistema prisional do Rio Grande do Norte, afirma que mais de 100 presos morreram na rebelião ocorrida na Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal.
“No mínimo 100, a quantidade de mortos vai ser no mínimo 100, porque só no pavilhão 4, segundo o que agente averiguou lá, a gente não chegou a entrar ainda”, disse o agente. (áudio abaixo)
O motim que teve incio por volta das 17h deste sábado (14), terminou por volta das 7h da manhã deste domingo (15).
O diretor geral do ITEP, Marcos Brandão, afirmou que há entre 25 e 30 mortos na dependência da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, mas que está preparado para cerca de 100 mortes.
De acordo com ele, cerca de 300 sacos mortuários, com isolamento, estão à disposição das equipes de perícia. Um contêiner frigorífico foi alugado e será instalado na rua ao lado do órgão. A rua será isolada. “Estamos montando uma operação de guerra”, disse.
O governo da Paraíba deverá enviar duas equipes de medicina legal para reforçar a equipe do Itep, que tem três médicos à disposição. As identificações dos corpos ocorrerá por meio de digitais e exames odontológicos. Não há prazo para identificação dos mortos. “Vai depender da situação que a gente encontrar. Só vamos entrar quando a Polícia Militar tiver total controle lá dentro”, afirmou Marcos.

Nenhum comentário: