.

.

terça-feira, 21 de março de 2017

ONU: IDH do Brasil fica estagnado pela primeira vez desde 2010

IDH do Brasil Índice de Desenvolvimento Humano

Depois de registrar crescimento ao longo da década, o Brasil ficou parado na 79ª posição entre os 188 países do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU), com 0,754 ponto. Divulgado nesta terça-feira, o ranking liderado pela Noruega leva em conta dados sobre saúde, conhecimento e padrão de vida referentes ao ano de 2015, analisados ao longo de 2016.

A queda no rendimento bruto nacional, impulsionada pela crise política e econômica, é responsável pela estagnação do Brasil – apesar da pequena melhora em indicadores como expectativa de vida e escolaridade. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o país ficou com o mesmo índice do levantamento divulgado no ano passado, empatado com a ilha de Granada, no Caribe. Desde 2010, quando marcou 0,724 ponto, o Brasil crescia alguns décimos a cada ano, mesmo quando caía posições na tabela.

O resultado do IDH é fruto do cruzamento de dados de vários organismos nacionais e internacionais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS). Quanto mais próximo de 1 ponto, melhor a colocação no ranking. O país escandinavo que encabeça a lista, por exemplo, saltou de 0,944 ponto para 0,949 entre 2014 e 2015.

Na América Latina e Caribe, apenas dois países são classificados como de desenvolvimento “muito alto”: Chile (38ª posição) e Argentina (45ª). O Brasil também é superado por Barbados e Uruguai (empatados na 54ª posição), Bahamas (58), Panamá (60), Antígua e Barbuda (62), Trinidad e Tobago (65), Costa Rica (66), Cuba (68), Venezuela (71) e México (77).

Nenhum comentário: