.

.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

João Doria chama organizadores do protesto de “vagabundos”

Resultado de imagem para João Doria
Não é só o presidente Michel Temer que quer punir – com o corte de ponto – o trabalhador que aderiu à greve de hoje.
Em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria, também criticaram sindicalistas e disseram que vão cortar ponto.

Para Doria, o maior prejudicado é o trabalhador.
Neste confronto (entre polícias e sindicalistas, pelos bloqueios), só tem um grande perdedor. A população que trabalha e acorda cedo, a população honesta, que é decente. Os brasileiros que gostam do Brasil, que não são peleguistas, que não são sindicalistas. Eu não quero generalizar, mas uma parte considerável destes que promove a greve estão há 10, 20, 30 anos fazendo política partidária, ideológica, e em benefício pessoal. Eles inclusive enriqueceram, com imóvel de luxo, às custas do trabalhador e aquele que é obrigatório à pagar a contribuição sindical. Para gerar emprego, não tem. Para gerar greve, pneus, transporte, lanchinho e facilidade. Uma vergonha. Acordem mais cedo, vagabundos. Sinceramente acordem mais cedo”, salientou.

Nenhum comentário: