.

.

sábado, 29 de abril de 2017

Lula diz estar ‘pedindo a Deus’ para depor e que PF levantou colchão atrás de dinheiro

Resultado de imagem para Lula diz estar ‘pedindo a Deus’ para depor e que PF levantou colchão atrás de dinheiro
Em ato realizado neste sábado (29), em Rio Grande (RS), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou as investigações da Operação Lava Jato contra ele, afirmando que elas não se dão por conta de corrupção, e sim “pelo seu jeito de governar”. Citando uma frase do líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, Lula afirmou ainda que “a história me absolverá”.
Ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff, do ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra (PT), da senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), além de deputados petistas, dirigentes da CUT e de sindicatos, Lula afirmou que seu depoimento ao juiz Sergio Moro, marcado para o dia 10 de maio, será “a primeira chance” que terá para “falar sobre o que estão fazendo comigo”.
Ele também criticou a atuação da Polícia Federal na ocasião em que foi realizada uma condução coercitiva para que ele depusesse aos investigadores da Lava Jato. “A PF até levantou meu colchão atrás de dinheiro”, disse o ex-presidente.
As declarações de Lula, que é réu em cinco ações judiciais –sendo três no âmbito da Lava Jato– ocorreram durante o Ato em Defesa do Polo Naval do Rio Grande, realizado no largo Engenheiro João Fernandes Moreira, em frente à sede da prefeitura local.
O ato se deu em protesto à redução de investimento do governo federal ao Polo Naval existente na cidade gaúcha

Nenhum comentário: