segunda-feira, 17 de junho de 2019

MILHARES DE MILITARES ESTADUAIS PROTESTAM CONTRA O GOVERNO PT E FÁTIMA BEZERRA FOGE!




   Nessa manhã de 17 de junho, a paralisação dos militares estaduais convocada semana passada pelo Deputado Coronel Azevedo encurralou a Governadora Fátima Bezerra, que não deu as caras diante da magnitude do movimento.

    Fátima havia desdenhado da capacidade de mobilização dos militares, exatamente como tem feito com as demais categorias do funcionalismo público, mas se deu mal dessa vez. A explicação corrente nos bastidores é que a Petista tem as lideranças de sindicatos e associações na palma da mão, de forma que as entidades classistas atuam no sentido contrário aos reais interesses dos trabalhadores afiliados, isto é, essas entidades são acusadas de auxiliar o Governo a negar os direitos dos servidores públicos.


    A Governadora do PT, que já recebeu em seu gabinete o MST, Candomblecistas e movimentos LGBT s, entre outros, não se dignou a receber os trabalhadores. Isso dá uma idéia do compromisso dessa gestão com o serviço público que, afinal de contas, beneficia o eleitorado da Manda-Chuva.

    Falando em chuva, o clima chuvoso em Natal não arrefeceu a fibra dos militares, que parecem ter disposição para fazer a tal "paralisação dos dois anos" aludida publicamente pela Governadora, em gafe imperdoável. Caravanas de várias cidades do interior trouxeram Policiais de todo o Estado.

    A piada do dia ficou por conta de um obscuro lulopetista que pegou o microfone e tartamudeou bisonhices contra Bolsonaro e, quase a ponto de gritar "Lula livre", teve o microfone retirado à força de suas mãos, sob estrondosa vaia de milhares de homens honrados que ganham a vida pondo bandidos na cadeia!



1 comentários:

Parabéns pela postagem, mas seria interessante que retirasse, no título de sua matéria a expressão: "contra o governo PT" pois não tivemos essa intenção e sim de requer o que nos foi tomado, não pelo partido político e sim pelo governo do estado e que se aarasta por tempos... forte abraço!