Twitter            

.

.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Prefeito de Ielmo Marinho é preso ao se apresentar no MPRN

O prefeito em exercício de Ielmo Marinho, Francenilson Alexandre dos Santos (PT), foi preso preventivamente nesta segunda-feira na Procuradoria-Geral de Justiça, em Candelária.
Ele já era procurado sob força de mandado de prisão, expedido pelo Desembargador João Rebouças. Nesta segunda-feira, ele se apresentou na sede do Ministério Público do Rio Grande do Norte quando lhe foi dada voz de prisão. O procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis Lima, fez cumprir o mandado expedido pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN).
De acordo com os autos da ação penal, o prefeito está sendo acusado da prática do crime de corrupção ativa, por prometer vantagem indevida a vereadores do município, para que estes votassem favoravelmente à sua absolvição em processo de cassação em tramitação na Câmara Municipal. Inclusive, já existe uma Ação Penal contra o atual prefeito com esse objeto, oferecido pelo Procurador-Geral de Justiça perante o TJRN.
Francenilson Alexandre assumiu a Prefeitura após o TJRN determinar o afastamento do então prefeito Bruno Patriota (PSD) após operação ocorrida em setembro de 2015, que o investigava por crimes de corrupção ativa, coação no curso do processo, falsidade ideológica, suborno dentre outros.
Ainda dentro da decisão, estava a proibição de Bruno Patriota ausentar-se da Comarca bem como proibir a comunicação e contato com testemunhas, proibição de entrada ou permanência na sede do Poder Executivo de Ielmo Marinho ou em quaisquer órgãos ou secretarias municipais.
Dentro da operação, foi apurado a conduta do então prefeito com objetivo de frustrar processo na Câmara de Vereadores que poderia resultar na sua cassação. Uma delas está relacionada à entrega de dinheiro para testemunha.
A investigação também apurou a prática de retaliação contra servidores e oferta de benefício a vereadores para obter apoio político na Câmara.

Nenhum comentário: