.

.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Doria picha Romero Britto e grafiteiros pedem que a parede volte a ser cinza

doria pichador
O prefeito João Doria inaugurou, neste domingo, a primeira ação do Museu de Arte de Rua (Mar) na cidade de São Paulo. Meses após declarar guerra aos pichadores e mandar apagar grafites em diversas áreas da cidade, Doria surpreendeu e pichou um coração em um muro. O coração, por sua vez, era no estilo Romero Britto.
“Isso é arte. O grafite é arte, mural é arte. A prefeitura respeita, as pessoas respeitam, admiram e aplaudem” observou o prefeito.
Não é a primeira vez que Doria utiliza Romero Britto para defender a livre expressão da arte na cidade. A atitude, no entanto, não agradou a população e, muito menos, os pichadores e grafiteiros que, revoltados, organizaram protestos pedindo que os muros voltem a ser cinzas.
“Isso não é grafite, é pichação! Isso aí não é arte, podem levar esse marginal para a cadeia!” dizia um dos cartazes.
Os manifestantes usaram ainda tinta cinza e pintaram os muros.

Nenhum comentário: