.

.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Policial muda de lado em manifestação ao ler detalhes da reforma trabalhista em cartaz


Durante os confrontos entre manifestantes e a PM hoje em Brasília, um policial abandonou seu posto e mudou de lado após ler um cartaz.
“Não tinha visto essa coisa aí de poder ter jornada de 12 horas, que o empregado vai negociar direto com o patrão sem a lei, que o almoço vai passar a 30 minutos, que a terceirização está liberada para todos os setores, que o décimo terceiro poderá ser parcelado em três vezes”, disse ele.
“Depois li o que estão tentando aprovar para o trabalhador rural e não aguentei. Tenho parente na roça. O pobre da roça vai poder ter descontado quase metade do salário se o patrão der comida e casa, jornada de 12 horas por 18 dias seguidos, contratação sem carteira…”, não resisti.
“De toda forma, acho que o Temer não vai precisar de mim, fiquei sabendo que ele decretou que o Exército ocupe as ruas…”, completou.

Nenhum comentário: