Twitter            

.

.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Lula lidera corrida presidencial no 1º turno, mas só venceria no 2º se adversário fosse Temer

Resultado de imagem para lula e temer juntos
A pesquisa CNT/MDA divulgada no final da manhã desta quarta-feira (19), além de trazer a avaliação da popularidade do governo Michel Temer, também traçou um cenário sobre a disputa presidencial de 2018.
Vale destacar que, tanto nas intenções de voto espontânea quanto estimulada, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece na frente nas intenções de voto, apesar das notícias negativas sobre ele nos últimos meses. Desde a última pesquisa, realizada em junho, o petista já virou réu em três processos, sendo dois deles da Operação Lava Jato.
Lula aparece em primeiro lugar em todos os cenários de primeiro turno caso a eleição fosse hoje; contudo, só venceria no segundo turno caso o seu adversário fosse o presidente Michel Temer (PMDB). Na intenção de voto espontânea para a presidência, Lula é lembrado por 11,8%, sendo seguido por Jair Bolsonaro (PSC) com 3,3%, Aécio Neves (PSDB) - que caiu de 5,7% para 3,1% - e Michel Temer com 3%. Marina Silva (Rede) passou de 3,8% para 2,4%, Geraldo Alckmin (PSDB) oscilou para cima de 0,6% para 1,9%, enquanto Ciro Gomes (PDT) foi de 1,2% para 1,5%.
Na intenção de voto estimulada, o ex-presidente petista teria 24,8% das intenções de voto no primeiro turno, em um cenário em que os candidatos fossem Aécio, que tem 15,7%, Marina Silva com 13,3%, Ciro Gomes com 7,4%, Bolsonaro com 6,5% e Temer, com 6,2%. Nesse cenário, 1,69% votariam em branco ou nulo e 9,2% estariam indecisos.
Já em um cenário em que o candidato tucano é Alckmin, Lula possui 25,3% das intenções de voto no primeiro turno, Marina possui 14% e Alckmin teria 13,4%. Ciro Gomes teria 8,4%, Bolsonaro, 6,9%, e Temer, 6,1%.
No cenário 3, com Lula, Aécio, Marina e Bolsonaro, o petista possui 27,6% dos votos, o tucano tem 18,9%, Marina registra 16,5% dos votos e Bolsonaro tem 7,9%.

Segundo turno
o segundo turno, Aécio venceria em todos os cenários apresentados. O senador mineiro venceria Lula por 37,1% a 33,8% - o que aponta um empate técnico no limite da margem de erro de 2,2 pontos percentuais. Em junho, o tucano tinha 34,3% e o petista somava 29,9%.
No cenário 2, com Aécio e Temer, o tucano ganharia do atual presidente por 38,2% a 16,4%. O terceiro cenário é uma simulação da disputa entre o tucano e Marina Silva: ele ganha da criadora da Rede por 35,4% a 29,5%.
A última simulação envolve a disputa entre Lula e Temer: o petista ganha por 37,3% dos votos ante 28,5% do peemedebista.
Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

Nenhum comentário: