.

.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

TOU ACORDADA! Robinson não vai privatizar a CAERN e vai concluir Oiticicas

robinson_micro
Em entrevista ao programa “Jornal da Noite”, na 95 FM, o governador Robinson Faria analisou as mais recentes medidas adotadas para superar o momento de crise por qual passa o Brasil, com reflexo no Rio Grande do Norte, a pactuação com os poderes para equacionar, por exemplo, o pagamento do funcionalismo público, e o investimento em áreas como segurança e saúde, e o estágio de ações nas mais diferentes áreas como infraestrutura, saneamento básico, recursos hídricos e turismo.
Sobre o pagamento dos servidores, Robinson Faria lembrou que apesar do escalonamento, 90% da folha foi totalmente quitada no dia 10 de outubro, sendo concluído no sábado (29) pagamento dos maiores salários de ativos e pensionistas.
O governador lembrou que a dificuldade em pagar os salários é decorrente das constantes e sucessivas quedas dos repasses do Fundo de Participação dos Estados, uma transferência direta do governo federal às federações.
Robinson afirmou que a saída para superar a crise é uma grande união entre os poderes e a bancada federal em Brasília, e citou a dificuldade de liberação de recursos por parte do governo federal para superar o momento financeiro atual.
Na entrevista, Robinson Faria também falou sobre os recentes diálogos com o Tribunal de Justiça, Ministério Público, Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado para contornar o momento de dificuldade financeira.

6 comentários:

Anônimo disse...

31 de outubro. E a Prefeitura de Natal ainda não concluiu pagamento da folha de pagamento dos servidores públicos do Município. Do mês de setembro.
Quanto ao pagamento dos salários do mês de outubro, não há nenhuma previsão. Nenhum sinal. Nem para os servidores ativos, inativos, nem terceirizados. De ninguém.
Até o Governo do Estado que passa uma crise sem precedente, que estar numa situação muito mais difícil, já concluiu o pagamento dos salários do mês de setembro.
Por parte da Prefeitura, nenhum aviso, nenhum comunicado. Depois da entrevista coletiva da semana passada, em que o prefeito Carlos Eduardo Alves resolveu, três semanas de reeleito, admitir a difícil situação financeira da prefeitura, silêncio total.
Aliás, quase total.
Porque o próprio prefeito, na arrogância que é uma de suas características, tratou de quebrar o silêncio.
E sabem o que ele fez?
Foi ao Twitter para dizer que as críticas aos salários atrasados, são o “choro livre” dos derrotados.
Talvez o prefeito devesse ampliar o público que ele arrogantemente chamou de “derrotados”.
O choro é livre. Realmente. Principalmente daqueles que estão completando hoje 60 dias sem salários.
Dos derrotados, mas também dos funcionários ativos e inativos com os salários atrasados, dos terceirizados que há meses não veem a cor do dinheiro, dos estagiários que não recebem e também já receberam a informação de que os contratos não serão renovados.
O choro é livre.
Daqui a pouco será o choro dos arrependidos.
Por enquanto, eles estão silenciosos.
Ninguém sabe até quando.


Blog do BG: http://blogdobg.com.br/page/5/#ixzz4OlbEvwVD

Anônimo disse...

Adriana em santa Maria ainda não saiu pagamento

Anônimo disse...

Boa tarde. Se Deus quiser iremos ter um bom inverno

Anônimo disse...

Ótima notícia

Anônimo disse...

Adriana é verdade que a oposição tá perdendo todas as ações na justiça.
Soube hj q entraram contra Mara é m ganharam. O advogado de baú de Mauro não ganha uma causa.

Anônimo disse...

E tão achando que Carlos Eduardo vai sair a governador.