Twitter            

.

.

terça-feira, 11 de abril de 2017

QUE LEGAL!!!! Governador Robinson Faria (PSD), tratado como “Bonitinho”, recebeu R$ 350 mil de propina em contratos de saneamento básico.

Resultado de imagem para fabio faria e seu pai robinson faria
Três governadores do Norte e Nordeste estão na lista dos investigados a pedido da Procuradoria-Geral da República porque estão em investigações que envolvem outras pessoas com foro privilegiado. São eles Tião Viana, do Acre (PT), Renan Filho, de Alagoas (PMDB), e Robinson Faria, do Rio Grande do Norte (PSD).

Tião Viana, do Acre (PT), Renan Filho, de Alagoas (PMDB), e Robinson Faria, do Rio Grande do Norte (PSD). Eles são acusados por lavagem de dinheiro, corrupção ativa e corrupção passiva. Os casos dos três serão analisados no STF por citar senadores e deputados federais, que tem foro na Corte. Outros governadores também devem ser investigados no Superior Tribunal de Justiça (STJ) porque os casos ligados a eles não incluem pessoas com foro no STF.

Os delatores ainda afirmaram que, no Rio Grande do Norte, o agora governador Robinson Faria (PSD), tratado como “Bonitinho”, recebeu R$ 350 mil de propina em contratos de saneamento básico. A denúncia ainda atingiu a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, tratada por “Carrossel”, que também recebeu R$ 350 mil, e o deputado federal Fabio Faria (PSD), o “Bonitão” ou “Garanhão”, R$ 100 mil. Entre os delatores citados no inquérito está Marcelo Odebrecht, dono da construtora.

Nenhum comentário: