Twitter            

.

.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Após divulgação de gravações, Câmara encerra sessão aos gritos de “Fora Temer”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou mais cedo a sessão plenária desta quarta-feira 917) após o noticiário nacional informar sobre a gravação dos donos da JBS envolvendo o presidente da República, Michel Temer, numa possível compra de silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha por R$ 500 mil.
Assim que a notícia tomou conta do Plenário, vários deputados da oposição começaram a entoar o grito de “Fora Temer”. Apesar das tentativas de retomar os trabalhos, rapidamente Maia encerrou a sessão. Ao deixar a Câmara às pressas, o presidente afirmou que não havia mais clima para trabalhar e disse que só se pronunciaria após ver o teor da denúncia. “Não tem mais clima para trabalhar. Só isso”, afirmou.
A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) ainda conseguiu concluir o pronunciamento que fazia afirmando que a Câmara não poderia votar MPs “editadas por um governo desmoralizado por toda a mídia”.

Nenhum comentário: