Twitter            

.

.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

EXTRA: DIRETORIAS DE SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES ABANDONAM OS INTERESSES DE SEUS FILIADOS E "AJUDAM" FÁTIMA BEZERRA (PT)!


Resultado de imagem para fatima e lula livre

    Os diretores dos Sindicatos que compõem o Fórum dos Servidores Públicos do RN fizeram  acordo com o governo PT em que  concordam com o início de uma política de parcelamento dos salários dos seus filiados e o calote nos salários de dezembro e 13°. Pelo acordo firmado na noite de ontem,  o dinheiro do pagamento de dezembro vai servir para Fátima Bezerra "antecipar" 30% do salário de janeiro nessa sexta-feira, dia 11. O restante fica para o final do mês.

    É evidente que isso mostra que o compromisso dos sindicalistas é com o governo PT que ajudaram a eleger, não com os servidores públicos que representam! Afinal de contas, o trabalhador não quer perder dois salários de mão beijada, simplesmente para que Fátima Bezerra possa fazer propaganda de que "na gestão dela, o salário é em dia e antecipado"... Aliás, como se pode antecipar algo que está em atraso?

    Com essa, fica claro que os sindicalistas, em sua maioria filiados ao próprio PT, farão o jogo político-partidário, custe o que custar ao servidor público. Infelizmente (para o trabalhador do serviço público) as entidades de classe estão do lado do patrão, como demonstram os fatos.

    A máxima de que o PT governa apenas para o próprio Partido está em fase de confirmação no Estado do Rio Grande do Norte.

   Nos próximos meses, a perspectiva é de calote, parcelamento dos salários, congelamento dos valores, aumento de alíquotas de desconto e perda de direitos. Os sindicatos e associações pelegos servirão apenas para endossar a política petista de arrocho salarial e opressão do serviço público.

    Quanto aos cargos comissionados do governo Fátima Bezerra ( que estão sendo nomeados a rodo no Diário Oficial todo santo dia) receberão seus gordos vencimentos integralmente e sem atraso... Dentre eles, vários parentes e amigos dos sindicalistas que apoiam o governo PT, fazendo jogo contra o servidor público. Isso explica muita coisa.

    O que ninguém esperava é que Fátima Bezerra contrariasse suas promessas de campanha eleitoral tão cedo. Nisso, ela segue os passos da ex-Presidenta Dilma Rousseff (PT), que terminou sofrendo impeachment após a onda de impopularidade e protestos iniciada na esteira do estelionato eleitoral petista da campanha presidencial de 2014.

Por: Einstein

Nenhum comentário: