Twitter            

.

.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Michel Temer diz que aprovação da PEC 241 foi ‘vitória maiúscula’

Michel Temer, presidente
O presidente Michel Temer comemorou, por meio de seu porta-voz, Alexandre Parola, a aprovação, em primeiro turno da PEC que limita os gastos públicos. Para Temer, foi uma “vitória maiúscula”. Ele agradeceu aos 366 parlamentares que votaram junto com o governo. Na mensagem oficial do governo, Temer garantiu que a matéria não retirará direitos da população e que as áreas da saúde e da educação serão preservadas. Após a votação, Temer telefonou para líderes aliados para agradecer o resultado.
— O presidente Michel Temer recebeu com muita satisfação o resultado da votação de hoje na Câmara dos Deputados. É sinal claro do compromisso do Congresso com a recuperação do equilíbrio fiscal e do resgate da responsabilidade na gestão do orçamento público. O apoio dado pelo Congresso aos esforços do Executivo é e será fundamental para que o Brasil retome o crescimento, com inflação controlada e com a capacidade de implementar políticas sociais voltadas para o bem-estar de cada cidadão brasileiro — disse Parola, em nome de Temer.
Por meio do porta-voz, Temer disse ainda que ao votar favoravelmente à PEC, o Congresso entendeu o princípio que norteia as famílias brasileiras, de que “só se deve gastar o que se arrecada”.

5 comentários:

Anônimo disse...

Isabel Romano
11/10/2016 às 07:14

Atentado é auxilio moradia….atentado é o egoísmo de alguns setores da sociedade que não querem compartilhar o caos do Pais, numa clara demonstração de que se sentem vivendo em ilhas. Atentado foi o que a Constituição de 88 fez, criando "seres" imunes aos problemas da nação, como verdadeiras castas intocáveis. A máxima do judiciário e do ministerio público é: executivo, trabalhe, arrecade, e me mantenha no limite máximo do meu orçamento, orçamento este aprovado pelo legislativo que indiretamente "forço" a aceitar, com meus conhecidos argumentos de pressão. O barco deve ser remado por todos.


Anônimo disse...

Vitória de quem cara pálida?
Do empresariado que com os cortes nos programas sociais terão mais dinheiro pra pagar os juros que eles tanto querem.


Anônimo disse...

"Em vez de “o político mais honesto do Brasil”, como sempre afirmou, Lula virou de longe, na História, o político mais acusado de corrupção."


Anônimo disse...

Parabéns deputada, pela coragem e voto em favor do Brasil. Os outros, esses serão esquecidos pela história.


Anônimo disse...

Seria a hora do povo se rebelar e irmos pra RUA! TODOS! Mas parece que a crasse Mérdia não tá preocupada! Os Mov. Sociais estão debaixo das camas... e o povão não tá "sabendo" do seu próprio enterro!