Twitter            

.

.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Trump chama Meryl Streep de 'amante de Hillary' em resposta a discurso no Globo de Ouro



O  presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, classificou Meryl Streep como "amante de Hillary [Clinton]", ao reagir ao discurso da atriz no Globo de Ouro, que aconteceu neste domingo (8). Homenageada na premiação, a atriz celebrou a diversidade e fez críticas ao discurso anti-imigração do republicano.

Em entrevista ao "The New York Times" na manhã desta segunda (9), Trump disse que não assistiu à fala de Streep, mas que não ficou surpreso com o ataque do que chamou de uma das "pessoas liberais do cinema". Ao jornal, ele disse que a atriz era "amante" de Hillary.

Em sua página no Twitter, ele também comentou o assunto, criticando a atriz. "Meryl Streep, uma das atrizes mais superestimadas de Hollywood, não me conhece, mas me atacou ontem no Globo de Ouro. Ela é uma serva de Hillary."
O Globo de Ouro, cujos prêmios são entregues pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla original), foi o último grande evento de Hollywood antes da posse do novo presidente, em 20 de janeiro. A atriz foi condecorada com o Cecil B. DeMille Award, pelo conjunto da obra, e fez um discurso emocionado e contundente pró-estrangeiros nos EUA.

Em uma passagem bem-humorada, Streep chegou a dizer: "Hollywood está lotada de forasteiros e estrangeiros e, se os deportássemos, vocês não teriam nada para ver além de futebol e MMA".

Nenhum comentário: