.

.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Dilma perde o mandato mas se mantém com direitos políticos



O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), que votou pelo afastamento em definitivo da presidente Dilma Rousseff (PT), se pronunciou contra a inabilitação de Dilma.
E os senadores acompanharam a decisão de Calheiros.
Para perder os direitos políticos eram necessários 54 votos, mas somente 42 foram registrados.
36 senadores votaram pela manutenção dos direitos políticos da ex-presidente e 3 se abstiveram de votar.

Um comentário:

Anônimo disse...

o partido do PMDB VAI SER PENALIZADO AQUI EM RIACHUELO E EM VARIAS CIDADES PELA COVARDIA E PELO GOLPE APLICADO NA DILMA E NOS 54 MILHOES DE VOTOS.. AGUARDEM!!!!! O DIA 2 DE OUTUBRO...