.

.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Temer dará repostas erradas para perguntas da PF na esperança de repetir o ano em 2018

A defesa de Michel Temer conseguiu estender o prazo para que o presidente responda às 84 perguntas enviadas a ele pela Polícia Federal. As perguntas fazem parte do depoimento que o presidente irá prestar no inquérito no STF a que responde por suspeita de envolvimento nos crimes de corrupção e obstrução à justiça. O prazo original para entrega das respostas era até a última terça, agora poderá ser entregue até às 17h de sexta-feira. Temer afirmou que dará respostas erradas para repetir o ano.
“Eu acho que ainda não aprendi tudo o que precisava nesse ano e, por isso, o mais sensato seria repetir o ano em 2018” disse Temer em entrevista ao Sensacionalista.
O STF, ao conceder a prorrogação do prazo para entrega das respostas, já havia avisado que as questão não valeriam mais nota máxima.
“Temer poderá entregar as respostas depois, mas não valerão mais nota 10. Começará valendo 8 e cada resposta errada será descontada” disse o Ministro Edson Fachin.
Temer, no entanto, está tranquilo. O presidente tem certeza que até poderá não ir muito bem nas questões discursivas, mas que se garante nas questões de múltipla escolha e redação.

Nenhum comentário: